A cidade do pecado

5 de janeiro de 2008

lasvegas_sign2.jpg

Este é o apelido de Las Vegas, assim como Paris é a “cidade-luz” e Roma, a “cidade eterna”. No caminho entre o hotel e o Convention Center, passando pelas calçadas da strip – como os americanos chamam a avenida principal da cidade – fica fácil entender.

O pecado mora por todos os lados, seja na forma do jogo (mais de 30 milhões de pessoas vêm todo ano aqui para apostar nos cassinos); nas garotas (e garotos) de programa que você, após alguns anos freqüentando a cidade, consegue identificar de longe; nos imensos displays coloridos que iluminam os edifícios e convidam para shows variados e infinitas noites de prazer; e até nos mendigos estacionados nas calçadas – mesmo quando o frio beira zero grau – para distribuir folhetos eróticos que atendem todos os gostos.

Bem, mas não viemos aqui para cobrir um evento de tecnologia? Sim, claro, só que a CES começa neste domingo e hoje ainda é sábado, que no mundo inteiro (e aqui em Vegas ainda mais) é o “dia do pecado” por excelência. Não, nossas esposas não precisam se preocupar. Não vamos cair na gandaia, até porque, com 6 horas de fuso horário nas costas, nosso estado físico é precário para sequer pensar nessa hipótese.

 Já fomos à CES, vimos a montagem de alguns estandes, fizemos vídeos e fotos (que você pode conferir no www.hometheater.com.br) e agora temos que fazer a lição de casa. Que vem a ser: juntar o máximo possível de informações sobre o evento e seus expositores para transmitir ao leitor brasileiro o clima da festa – sim, a CES é, também, uma festa para os olhos de tecnomaníacos como nós.

Deixe uma resposta