Congelando na fila…

9 de janeiro de 2008

 

Em São Paulo, costumamos brincar que paulistano é louco por fila. Seria essa a razão por que churrascarias nos almoços de domingo e pizzarias nas noites de sábado têm que armar esquemas especiais para os clientes esperarem na calçada sua vez de ser atendidos.
 
Pois bem, aqui em Las Vegas esse tipo de pessoa iria se dar bem. As filas já estão se tornando uma tradição nesta cidade por onde passam, todos os anos, mais de 40 milhões de turistas (só para comparar: o Brasil inteiro recebe cerca de 6 milhões). Na cidade do jogo, tem fila para tudo: espera no taxi, restaurantes, monorail (espécie de metrô de superfície que atravessa a cidade), entrada na CES, a espera para entrar em alguns estandes e – acreditem – fila até para ir ao banheiro. Sim, se você estiver apertado, precisa exercitar seu lado zen para não dar vexame em público. E que público: este ano, são mais de 140 mil visitantes na CES.
 
Engraçado que a população da cidade cresce (pior: dobra de tamanho a cada dez anos, desde 1940) e o sistema de transportes continua o mesmo. O número de taxis não aumenta, e o resultado é…. mas filas.
 
A pior fila, na minha opinião, é aquela na porta do hotel, especialmente quando você tem um compromisso inadiável do outro lado da cidade. Em determinados momentos do dia você pode passar até uma hora esperando seu cab. Aconteceu comigo, pela enésima vez, nesta 3a. feira, sob um frio congelante. Tive sorte de serem apenas 20 minutos de espera. Mais sorte ainda porque colocaram ali um aquecedor e passei a maior parte do tempo sob essa santa (e calorosa) proteção. Vejam na foto.
 
É, mas alegria de pobre dura pouco. Quando aquele calorzinho já estava ficando agradável, meu taxi chegou. E lá fui eu para a próxima fila.

Um comentario para “Congelando na fila…”

  1. Antonio Salles disse:

    Difícil dilema, hein? Ou bebe água por causa do clima de deserto, ou passa vontade de fazer xixi por causa da fila e da falta de suor. Tá loko! Vida de jornalista não é mole não.

Deixe uma resposta