A internet e os jovens

24 de novembro de 2008

Estudo publicado nos EUA pela MacArthur Foundation – uma das entidades mais interessantes da atualidade, com grandes trabalhos sociais, mas também nas áreas de meio ambiente e tecnologia – revela detalhes da relação entre os jovens e a web. Os pesquisadores concluíram que, ao contrário do que muitos (eu inclusive) pensam, o tempo que a maioria dos jovens passa navegando, seja em sites, blogs ou redes sociais, é extremamente produtivo. Além de ajudá-los a formar sua personalidade, essa atividade virtual é muito importante para que os jovens se tornem mais confiantes e seguros quando têm que tomar alguma decisão em suas vidas.

Será mesmo? O ponto de partida da pesquisa, que entre 2005 e 2008 entrevistou dezenas de jovens em vários países (pessoalmente e via web), é que as redes de relacionamento em que eles se envolvem hoje são mais importantes em sua formação do que o próprio relacionamento com os adultos, inclusive seus pais. Claro, a pesquisa considera que a maioria se relaciona com pessoas da mesma faixa etária – o que pode ter sido verdadeiro no âmbito do trabalho em si, mas não é necessariamente o que acontece na vida real. Bem, mas essa é outra história.

O importante, na minha opinião, é a constatação de uma mudança de comportamento significativa dos jovens de hoje em relação às gerações anteriores. “A juventude atual também busca afirmação e autonomia, como no passado. Só que, para isso, utiliza meios que nem existiam dez anos atrás, como redes sociais, jogos interativos, sites de troca de arquivos, iPods e celulares. Trata-se de um mundo novo para se comunicar, fazer amigos, se divertir e se exprimir”, diz a introdução do estudo, que pode ser lida aqui.

No mínimo, é uma preciosa fonte para pais, filhos e educadores aprenderem a conviver melhor com esse novo mundo.

 

Um comentario para “A internet e os jovens”

  1. […] Referências bibliográfiacs: A internet e os jovens in http://orlandobarrozo.blog.br/?p=1278  […]

Deixe uma resposta