Marca “iPad” já tem dono no Brasil

A revelação, que para mim foi uma surpresa, saiu na edição de hoje da Folha de São Paulo: a Apple não poderá tão cedo lançar no Brasil seu iPad. A marca já tem dono aqui. Trata-se da empresa Transform, que a registrou em janeiro no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial). A Transform é uma empresa paulista que atua em vários segmentos, inclusive o de informática, no qual distribui notebooks da marca Acer. Para azar de Steve Jobs, a IP Application Development, contratada pela Apple para registrar a marca em vários países, chegou ao Brasil somente em março. Diz a Folha que a Apple enfrenta o mesmo no problema no Japão, onde a marca “iPad” pertence à Fujitsu, e em alguns países europeus, onde o registro é da STMicroelectronics, fabricante suíça de componentes.

É de se perguntar para que serve a subsidiária brasileira da Apple, se não consegue cuidar de algo tão básico quanto o registro de uma marca mundial. Há pelo menos seis meses sabia-se que a Apple planejava lançar um tablet… Me faz lembrar que tempos atrás a Gradiente registrou a marca “Playstation”, impedindo a Sony de usá-la aqui. Coisa de gente muito esperta. O caso mais célebre do gênero aconteceu nos anos 70, quando Matias Machline registrou em seu nome a marca “Sharp”. Quando os japoneses quiseram iniciar sua operação no Brasil, tiveram que dar a Machline a sociedade no negócio, que gerou na época a maior indústria eletrônica brasileira.

Esse pessoal da Transform deve estar pensando como ele.

4 comentarios para Marca “iPad” já tem dono no Brasil

  1. Julio Cohen 12/04/2010 at 8:03 pm #

    Isso é puro mau-caratismo… Mas que a Apple Brasil é de uma incompetência ímpar, isso é. Será que o Jobs sabe disso em detalhes? Difícil entender, afinal é o maior mercado da América Latina e maior, inclusive, que muitos países europeus.

    Abs

    Julio

  2. Luis Ribeiro 01/05/2010 at 4:42 pm #

    Pensaram neles e prejudicaram todos os que querem comprar o produto pelas vias normais no Brasil….!Certas coisas não deviam ser permitidas pelos orgãos que regulam o setor….é o mesmo que querer registrar o nome DEUS no mundo visando que quando o Senhor aqui chegar não poder usar essa denominação.

    Abraços
    Ribeiro

  3. Miguel Coelho 22/05/2010 at 8:16 am #

    Pelo que sei a Transform já há muito tinha pedido o registro da marca Ipad. Como o processo de registro demorou, só em janeiro ficou efetivo, que coincidiu com o pedido da Apple no Brasil. Azar da Apple!

    Miguel

  4. Diener 28/05/2010 at 5:32 pm #

    Ja Acho Errado a apple uma marca mundial jah devia tar registrado primeiro

Deixe uma resposta