TV paga em discussão

6 de agosto de 2010

E então, vamos ou não ter novas operadoras de TV a cabo? Empresas que adquiriram as licenças atualmente em vigor são totalmente contra o projeto da Anatel de acabar com as licitações, o que na prática significaria entregar de graça as novas licenças. O assunto chegou ao Congresso Nacional, onde há vários donos de emissoras e operadoras, e todos prometem barrar as intenções da Anatel. Esta, mais uma vez, revela total falta de sintonia com o mercado – ou com parte dele.

Na próxima semana, vamos ter oportunidade de ouvir todos os envolvidos, durante o Congresso da ABTA, que acontece entre os dias 10 e 12 em São Paulo. Será muito importante saber melhor o que pensa, por exemplo, o conselheiro João Rezende, que dentro da Anatel defende há muito tempo a abertura de novas licenças. Rezende afirmou ao site Tela Viva que existem atualmente apenas 262 operações de cabo, e que a maioria delas nada custou às operadoras. Ou seja, não há do que reclamar. Será mesmo?

Rezende fará uma palestra seguida de debate a respeito do tema.

Por sinal, essa edição da ABTA coincide com uma série de novidades acontecendo no setor de TV por assinatura. A intenção da Embratel de comprar a Net, por exemplo, muda completamente o mercado. Com certeza será tema de discussões. Outro será a proposta da Anatel (sempre ela) de destinar apenas 70MHz do espectro para as operadoras de MMDS, dando assim prioridade às operadoras de celular. Há quem suspeite de favorecimento aí.

Enfim, teremos uma semana cheia. Mais detalhes aqui.

Deixe uma resposta