A experiência do áudio 3D

Recentemente, a Dolby Labs anunciou um novo software para processamento de áudio em conteúdos 3D para cinema. Parece interessante. As demos aconteceram durante o evento IBC (International Broadcast Convention), realizado na Holanda. Não é só no campo das imagens que essa tecnologia evolui. Vejam aqui como funciona. Agora, o colega Vinicius Barbosa Lima me envia o link para um site inglês chamado 3D60, que também merece ser apreciado. Pelo que entendi, a partir de fontes de áudio estéreo eles conseguem criar uma experiência multiespacial; enquanto vê as imagens tridimensionais, o usuário é envolvido por sons que vêm de todos os lados, inclusive da região acima de sua cabeça. E isso, garantem os autores da ideia, independe do equipamento de reprodução: pode ser um cinema, um sistema de home theater ou até mesmo um fone de ouvido. Veja aqui a demonstração.

4 comentarios para A experiência do áudio 3D

  1. Renato Manoel 29/09/2010 at 4:54 pm #

    Desculpe, mas não há nada de novo neste processo, visto que já há alguns anos ouvi vários exemplos de áudio binaural que tem a mesma (ou até melhor) profundidade e espacialidade de áudio.
    Me parece mais que pegaram a mesma tecnologia para aplicar nos filmes e eventos em 3d. Daí mudaram o nome original para soar mais atual e inovador.
    Digite binaural no google e veja quantas demonstrações deste tipo de áudio aparece. Daí, compare com o “big boy” chamado 3D60 e veja se não é a mesma coisa.

  2. Oziel Alves Cavalcante 30/09/2010 at 8:50 am #

    Massa de mais!

  3. Mauro Delfino 30/09/2010 at 3:49 pm #

    Diferentemente do binaural, que é um processo feito desde a gravação, com posicionamento específico de microfones, etc., o 3D60 simula esta ambiência tridimensional a partir de qualquer gravação estéreo.

    De forma similar ao que acontece numa TV 3D, isto é feito “enganando” o cérebro, por meio do retardo controlado entre a chegada do som num e noutro ouvido e algumas transformações no espectro de frequências, para nos fazer perceber como se o som estivesse vindo de cima, da frente ou de trás. Por isto este efeito só é plenamente alcançado com o uso de fones de ouvido, ou numa sala muito bem afinada com o posicionamento das caixas e do ouvinte. Para quem gosta de efeitos de ambiência e tem um BOM headphone, é um prato cheio…

  4. Leo 01/10/2010 at 12:47 am #

    Tenho opinião parecida a do Renato, que o 3D60 é apenas uma binaural requentado.

    Mauro, onde você viu que o 3D60 simula a ambiência tridimensional a partir de qualquer gravação estéreo? Procurei no site deles e não achei nada. Queria entender melhor como é feito (apenas por curiosidade de leigo).

    Para que quem ouvir a demonstração de binaural mais legal já feito, ouça o Virtual Baber Shop. Tem uma versão em http://www.noob.us/entertainment/amazing-digital-surround-sound-virtual-barbershop/

Deixe uma resposta