Sony e Apple, juntas?

26 de outubro de 2010

Parece mais delírio de algum desocupado, mas o fato é que a notícia começou a se espalhar hoje: a Apple estaria negociando para comprar a Sony. Não, você não leu errado: do alto de seus US$ 51 bilhões de reservas (deve ser mais do que tem hoje o Brasil), a empresa da maçã pode simplesmente fazer uma oferta para adquirir as ações daquela que um dia já foi sinônimo de inovação tecnológica – e que, como se sabe, luta arduamente para sair da crise que afeta toda a indústria desde 2008.
A informação é do quentíssimo AppleInsider, um dos sites que melhor acompanham os bastidores da Apple. Claro, oficialmente nenhuma das duas empresas comenta o assunto. Mas a simples possibilidade já fez as ações da Sony subirem 3% na Bolsa de Nova York nesta terça-feira! Os rumores teriam começado após um relatório da revista americana Barron’s, especializada no mercado financeiro, dizendo que a Apple precisa comprar empresas para satisfazer seus acionistas. Vejam só, além da Sony a revista cita como potenciais aquisições nada menos do que a Adobe – inimiga mortal da Apple -, a Facebook e até a todo-poderosa Disney, para quem anos atrás Steve Jobs vendeu a produtora de desenhos animados Pixar.

Outros episódios vêm alimentando os boatos. Num encontro recente com analistas do mercado financeiro, Jobs teria dito que sua empresa fará “grandes movimentos” a curto prazo com seu enorme capital disponível (nunca uma empresa do setor de tecnologia teve tanto dinheiro assim para gastar…). John Sculley, ex-CEO da Apple (foi ele quem “demitiu” Steve Jobs, em 1986) disse há poucos dias à agência de notícias Bloomberg que seu ex-parceiro sonhava transformar a Apple na Sony.

Sinceramente, acho que tudo não passa mesmo disso – boatos. Mas que é engraçado pensar na possibilidade, isso é.

Deixe uma resposta