O preço do PlayStation 3

Em entrevista ao IDG Now na semana passada, Anderson Garcia, gerente da Sony Brasil para a área de videogames, confirma o que já se sabia: é impossível vender legalmente o PS3 no País por menos de R$ 2 mil. E a razão é fácil de entender: o produto paga 167% de tributação, que somados aos custos indiretos (frete, logística de distribuição etc.) resultam naquele valor, que muitos consideram abusivo quando vêem que nos EUA o mesmo aparelho é vendido por até 300 dólares. Claro, é possível consegui-lo por menos, via importadores “informais”, e acredito que seja isso que muita gente esteja fazendo. Mas é importante entender por que as coisas acontecem, antes de criticar.

A legislação brasileira classifica videogames como “jogos de azar”, vejam só. Meu colega Vinicius Barbosa Lima, que pesquisa muito o assunto, diz com razão que, enquanto TVs, celulares e outros aparelhos eletrônicos recolhem IPI de 20%, videogames recolhem 50%! É apenas uma das inúmeras distorções do sistema tributário brasileiro, que faz multinacionais como Apple, Hitachi e Best Buy resistirem a operar no País. Como já expliquei aqui, o problema afeta praticamente todos os setores: veículos, relógios, brinquedos, cosméticos… Recentemente, uma amiga grávida contou que foi comprar todo o seu enxoval em Miami – gastou menos da metade do que teria gasto se comprasse aqui.

6 comentarios para O preço do PlayStation 3

  1. Mario Medeiros 20/12/2010 at 9:03 pm #

    O que me deixa com a pulga atrás da orelha é que grandes e reputadas lojas e magazines praticavam e algumas ainda praticam (ex: Leitura) preços bem menores, na faixa dos R$ 1.200,00. Ou fizeram como aquela conhecida loja paulistana de grifes e partiram para o contrabando chique ou há algo errado com o preço “oficial”. Dado o histórico da Sony de “valorizar” a marca, fico com essa segunda opção.

  2. Marcelo 22/12/2010 at 12:04 am #

    Ele poderia então explicar porque consoles com preços similares (XBOX 360) possuem preço de venda oficial no Brasil 25 % menor. Ele também poderia explicar por que ele fala de 300 dolares como preço de venda na loja e na hora de calcular os impostos não faz o cálculo em cima do preço de venda para o distribuidor. O total de impostos (em cascata) é de cerca de 300 % (120 de importação, + 60 % ICMS + 50% IPI + Pis, Confis, etc.) e ainda assim teriamos 900 dólares, o que daria ao cambio de hoje menos de R$ 1500,00. Se quisessem não ter o lucro extorsivo que tem e vendar a um preço decente poderiam importar as placas e montar apenas a casca no Brasil via Suframa. Isto ai é MENTIRA, convesa mole pra boi dormir isto sim. E o cara nem fica vermelho !!!

  3. Júlio 22/12/2010 at 3:56 pm #

    Praticamente tudo que é sony é mais caro e algumas dessas coisas tem de outra marca melhor. Pagamos pela marca, igual aos carros da Honda.

  4. adamastor lemos 24/12/2010 at 9:40 am #

    Uma vez definiram muito bem os produtos Sony: Você paga caro por um adesivo, mas ganha de brinde um aparelhinho grudado nele!

  5. Fernando Ely 24/12/2010 at 9:43 am #

    Que bom ter um governo destes para poder culpar… Imaginaram se os impostos baixarem? A Sony vai ter que lançar coisa que presta no Brasil e baixar os preços. Será um filme de terror para eles.

  6. Lucia 21/01/2016 at 10:53 am #

    Muito bom.

Deixe uma resposta