Google vai brigar com iTunes

Foi uma inconfidência do presidente da Motorola, Sanjay Jha, durante o Mobile World Congress, esta semana em Barcelona. Mas não teve jeito: nos dias de hoje, basta uma frase solta para cair no redemoinho da web e… tchau. Jha tentou consertar, mas o fato é que a Google prepara mesmo um serviço para concorrer com o iTunes, da Apple, e a novidade deve vir junto com o lançamento do tablet Xoom, da Motorola, previsto para março. Será o primeiro aparelho com o sistema operacional Honeycomb, variação do Android para tablets, já anunciado na última CES.

Como se sabe, a Google elegeu primeiro a Microsoft como “inimiga número 1”, e ganhou. Agora, o alvo é a Apple, um adversário bem mais complicado, considerando que iPhone, iPod e iPad são, de longe, os líderes mundiais em suas respectivas categorias. E a loja iTunes é, simplesmente, a maior do mundo em venda de música e filmes. Mesmo assim, a Google aposta na sua força, que inclui um sistema operacional aberto, como o Honeycomb (também chamado “Android 3.0”), capaz de ser acessado via qualquer aparelho, ao contrário da filosofia Apple, que é ter tudo apenas nos aparelhos da marca. Pelo que vazou em Barcelona, segundo o site Ars Technica, a Google finaliza os detalhes relativos à entrega de conteúdo. Em vez de pagar por música baixada, como na iTunes, o usuário faria uma assinatura anual, ao custo de 25 dólares, mas não para download, apenas para streaming, ou seja, poderá ouvir quantas músicas quiser (e até enviar os links a amigos), mas não baixá-las em seu computador.

Por sinal, a Apple também trabalha num serviço de streaming. A ideia é que o usuário da iTunes ouça as músicas ou assista aos filmes on-the-go, ou seja, em qualquer lugar onde esteja, usando iPhone, iPod ou iPad, sem ter que necessariamente baixar os arquivos no aparelho.

Essa briga está ficando cada vez mais interessante.

No comments yet.

Deixe uma resposta