Revendedores se unem, nos EUA

Para enfrentar a crise vale tudo. Um grupo de aproximadamente 550 revendedores especializados dos EUA estão se unindo num consórcio chamado Connected Source (em português, “fonte conectada”). A ideia é criar uma rede de lojas independente, espalhada por todo o país, seguindo alguns parâmetros comerciais básicos, mas sem perder sua identidade local. Vai funcionar como uma espécie de franquia, só que os participantes não terão de pagar mensalidades a uma empresa-mãe, como fazem os franqueados. As exigências são basicamente três: ter um show-room de 100 metros quadrados, seguindo algumas normas acordadas entre todos; utilizar a marca “Connected Source” na fachada (junto ao nome original da loja); e fazer as compras apenas através do consórcio. Este último detalhe parece ser o mais importante, já que 550 lojas comprando juntas terão muito mais poder de negociação com os fornecedores.
Na verdade, as 550 empresas somam 950 lojas, com um faturamento conjunto de US$ 3,6 bilhões, segundo o site CE Pro, onde li a notícia. A rede está levantando um fundo para poder se divulgar pelo país afora, daí a exigência de que as lojas tenham a mesma aparência, para criar uma identidade visual junto ao consumidor. O movimento foi lançado oficialmente esta semana, num evento em Orlando, e três fabricantes já concordaram com as condições propostas (Control4, Monster Cable e Sonos). As revendas terão que trabalhar com no máximo duas marcas para cada categoria de produto, ou seja, a ideia é criar mesmo uma “competição” entre os fabricantes.
Mais detalhes neste link.

No comments yet.

Deixe uma resposta