Perigo: notícias no ar!

Como já disse aqui mais de uma vez, é preciso muito cuidado com aquilo que se lê. Se o papel aceita tudo, como se dizia antigamente, a internet aceita muito mais… Notícia do portal Exame.com, por exemplo, revela que a Gradiente está de volta ao mercado, com planos de produzir tablets em Manaus. Agora rebatizada CBTD (Companhia Brasileira de Tecnologia Digital), e ainda capitaneada por Eugenio Staub, a empresa que já foi símbolo da indústria brasileira de tecnologia irá brigar com Apple, Samsung e demais líderes de mercado.

Bem, essa é a notícia, digamos, oficial. A verdadeira: a CBTD apresentou um plano ao governo do estado do Amazonas, pedindo incentivos fiscais para utilizar a antiga fábrica da Gradiente em Manaus. Nesse plano, constam números como:

— R$ 345 milhões de faturamento nos próximos três anos (R$ 45 milhões este ano)

— Fabricação de 230 mil tablets até 2013, quando estaria produzindo 120 mil peças por ano

— R$ 570 milhões de receita com a fabricação de receptores de TV Digital nos mesmos três anos

Tudo isso a partir de investimentos iniciais de R$ 35 milhões, que a empresa estaria captando no mercado. Diz o site que três investidores públicos e um americano irão bancar o projeto. Detalhe: as dívidas deixadas pela Gradiente beiram os R$ 400 milhões. Se, com tudo isso, conseguir os incentivos em Manaus, será que seus credores irão ficar quietos?

11 comentarios para Perigo: notícias no ar!

  1. Daniel 24/03/2011 at 8:12 pm #

    Desculpa ser sincero, mas você não sabe o que está dizendo. Os credores já aceitaram o plano de Recuperação Extra Judicial da Gradiente. A Gradiente não foi rebatizada CBTD, foi rebatizada IGB. CBTD é outra empresa que irá utilizar a marca Gradiente e pagar por ela, mas não tem dívidas com os credores. Não confunda a marca Gradiente com a empresa, agora IGB, que tem as dívidas já negociadas com os credores.

    Como você mesmo disse, muito cuidado com o que se lê.

  2. Daniel 24/03/2011 at 8:32 pm #

    Complementando, a IGB tem ações na Bolsa de Valores e uma notícia destas em seu blog, sem a responsabilidade de pesquisar o plano de recuperação da companhia e a homologação do Plano de Recuperação Extra Judicial aceito pela maioria dos credores e homologado na justiça, pode influenciar a tomada de decisão de pequenos e inexperientes investidores.

    Não peço que aprove meus comentário, mas sim que faça as erratas necessárias no post. É certo que a Gradiente ainda não voltou. É certo que as notícias são especulações e fortemente retiradas do plano apresentado para o governo do amazona (Feplan, se não me engano). Mas os credores nada podem fazer além do que está definido no Plano de REJ e julgado pela justiça. Além disso, como já disse, Gradiente não foi rebatizada CBTD. Isso é uma inverdade. Pode até ser que na prática para quem não está interessado nos detalhes da operação, seja tudo a mesma coisa, até pq são os mesmo controladores. Mas para o investidor e para os credores e outros envolvidos no processo de recuperação da Gradiente, faz toda a diferença.

  3. Daniel 24/03/2011 at 8:43 pm #

    São duas empresas diferentes. Uma com dívidas e a outra não.
    Além disso, a notícia oficial ainda não foi divulgada. A Exame e outras publicações estão se antecipando ao fato, pois provavelmente tem suas fontes. A notícia oficial virá em um “Fato Relevante” que a IGB deverá encaminha a Bovespa para dar ciência aos investidores e demais interessados de como será realizada essa operação.

  4. Orlando Barrozo 24/03/2011 at 9:51 pm #

    Vamos com calma! Primeiro, ninguém precisa pedir desculpas por ser sincero. Segundo, estou simplesmente repercutindo uma notícia; acho que isso ainda pode – ou não? Terceiro, tenho aqui guardados pelo menos umas 30 mensagens de ex-funcionários da Gradiente que até hoje não receberam seus direitos. Quarto: fechar um empresa falida e abrir com outro nome é uma prática mais do que conhecida. Claro que não é a mesma empresa, são apenas as mesmas pessoas… Gostaria muito, mesmo, que esse plano fosse pra valer e desse certo. Precisamos de mais empresas fortes no país. Mas, primeiro, temos que pagar nossas dívidas, se não cheira a maracutaia. E, por último, obrigado por achar que meu blog é assim tão importante para influir nas decisões dos tais investidores. Mas acho que isso é exagero seu.

  5. Orlando Barrozo 24/03/2011 at 9:57 pm #

    Ótimo, quando sair a notícia a gente comenta aqui.

  6. Roberto Barra 24/03/2011 at 11:16 pm #

    A volta da Gradiente só está sendo possível porque a empresa tem o aval dos credores.

    Antes de fazer um comentário sobre uma noticia com o objetivo de atacar a empresa, pelo pesquise. Se não tem muito tempo, poderia pelo menos consultar o site da Bovespa em busca de informações oficiais da empresa. La você encontraria o material nsecessário para evitar esse infeliz comentário sobre a matéria.

    Se você está tomando as dores dos funcionários, lembre-se que a empresa quase faliu. Empresa sem dinheiro não tem como pagar funcionários. E toda empresa que está no mercado corre esse risco, seja ela pequena ou grande. Não fossem pessoas que aceitassem o risco de empreender em busca de uma realização financeira e pessoal maiores, não existiriam empregos no mundo.

    E sem esse plano de recuperação da empresa, esses funcionários que até agora não tiveram seus direitos acertados provavelmente iriam ficar muito mais tempo nessa situação. Essa volta também é a chance dessas pessoas receberem o que lhes é devido.

  7. Daniel 25/03/2011 at 1:52 am #

    Orlando,

    Obrigado por postar meus comentários.
    Não era necessário, mas mostra que estás aberto a opiniões divergentes, prática não muito comum no nosso Brasil.

    Em relação ao blog influenciar investidores, talvez você não imagine a quantidade de pequenos investidores inexperientes existentes hoje no Brasil, ávidos por informações, e sem muito conhecimento sobre o que estão fazendo na bolsa. Por muito menos, já vi pessoas sendo influenciadas. Como a companhia está em silêncio total, qualquer notícia ou opinião repercute muito para quem não tem conhecimento de todo o processo de recuperação e é apenas iniciante.

    O Plano é para valer. Pode dar certo ou não, mas é para valer. Foi homologado na justiça por um juíz e os credores têm que aceitar. É uma Recuperação Extra Judicial, ou seja, a empresa entrou em acordo com mais de 2/3 dos credores antes mesmo de apresentar o plano para ser homologado na justiça.

    O Plano diz como e quando a empresa pagará os credores. Tem um período de “carência” para começar a pagar, então não precisar pagar os credores antes de voltar a produzir.

    É verdade que a empresa tem milhões em dívida, mas também é verdade que tem milhões em créditos para receber de uma ação judicial contra o Suframa, processo já julgado em primeira instância (com ganho de causa à Gradiente) e que está para ser julgado definitivamente a qualquer momento pela Excelentíssima Ministra Carmem Lúcia.

    Ou seja, muita coisa ainda pode acontecer! Não é uma matemática simples e não acredito que a empresa esteja fazendo maracutaia, senão os grandes credores não teriam aprovado o plano de recuperação e teriam liquidado a companhia.

    De minha, parte, fica o compromisso de mantê-lo informado assim que a empresa se pronunciar oficialmente junto aos órgão responsáveis.

    Cumprimentos,
    Daniel.

  8. Orlando Barrozo 25/03/2011 at 10:34 am #

    OK, Daniel. É isso aí, vamos nos falando. Abs. Orlando

  9. Orlando Barrozo 25/03/2011 at 10:44 am #

    Olá Roberto, apenas para esclarecer: os leitores que nos acompanham – não sei se esse é o seu caso – sabem de que lado estamos. Não se trata de “tomar as dores” nem de atacar ninguém. Este é um blog informativo. Entendo que você seja parte interessada no assunto, mas não vamos misturar as coisas. Informações “oficiais” nem sempre são informações verdadeiras. O que temos de fazer é colocar à disposição do público o máximo possível de informações, para que cada um forme a sua opinião. Exemplo: a empresa quase faliu, mas ainda tem dinheiro para investir, certo? Não seria mais justo, antes, pagar suas dívidas? Essa é uma boa discussão, para quem quiser discutir a sério, não? Daí por que publicamos aqui todos os comentários de leitores a respeito, desde que escritos com civilidade e bom senso, como é o caso do leitor Daniel, que aliás nem conheço (veja nos comentários anteriores). Quanto ao seu último parágrafo, se você de fato acredita nisso, não sou eu que vou tentar convencê-lo do contrário. Abs. Orlando

  10. Julio Aguiar 26/03/2011 at 1:05 pm #

    Nesta jogada quem perde é o idiota do consumidor que ficou na mão com as porcarias da Gradiente logo depois que ela fechou. Staub se vendeu para o Lula para pder fechar de mansinho, se deu bem e vem de novo. Só idiota para revender ou comprar seus produtos de novo.

  11. Daniel 03/05/2011 at 7:06 pm #

    Orlando, finalmente a Gradiente enviou um Fato Relevante e um Comunicado a Bovespa. Como poderás constatar, já possuem os investidores públicos e o americano. Contrato assinado. 🙂 Este ano deveremos ter produtos Gradiente novamente no mercado, com uma empresa totalmente reformulada, mais enxuta e próxima do seu consumidor. Esperemos…

Deixe uma resposta