Uma nova Gradiente

Dois leitores exaltados escreveram a propósito do que comentei aqui ontem sobre a Gradiente. Fui pesquisar e encontrei o site novagradiente, aparentemente a única fonte atual de notícias sobre a empresa. Mas são bem poucas notícias, mais ou menos na mesma linha do que foi divulgado há dias em alguns sites. Basicamente, a empresa afirma ter chegado a um acordo com os credores e estar preparando um plano para voltar ao mercado. Tomara. Se voltar sem dinheiro do governo e honrar seus compromissos, vai ser ótimo. Tem também contas no Twitter e no Facebook anunciando a volta, aparentemente com um exército de colaboradores cheios de elogios à empresa. Aqueles vários leitores que escreveram querendo saber sobre a Gradiente agora já têm onde procurar.

Um leitor lembra que as opiniões postadas aqui podem afetar inúmeros pequenos investidores que estão para decidir se compram ou não ações da “Nova Gradiente”. Não creio, este blog é muito minúsculo para tanto. Mas, se assim for, convém que seus responsáveis divulguem abertamente as informações, do modo mais transparente possível. Afinal, é assim que age uma empresa “aberta”, não?

Em tempo: um dos tuiteiros diz que as ações da Gradiente já estão subindo por conta dessas notícias. Convém prestar (muita) atenção.

2 comentarios para Uma nova Gradiente

  1. Douglearner 28/08/2011 at 12:23 pm #

    GRADIENTE – UMA GIGANTE INCANSÁVEL

    Próximos de Retorno com Força ao Mercado (Ativo IGBR3 na Bovespa)

    Nos últimos anos, a empresa tem aplicado todos os esforços para voltar a operar e reabilitar sua Marca no mercado.
    Nelson Bastos em 2007 assumiu a presidência, ficando por pouco tempo onde atuou com busca incansável para recuperar a Gradiente, mas as condições da época não ajudavam, porém veja o seu comentário, conforme matéria do UOL (link no final do texto), ” Considero que encerrei o meu trajeto na Gradiente ” , disse Bastos há pouco, por telefone. ” TEM BASTANTE COISA ENCAMINHADA E VAMOS VER QUAL É O CAMINHO DAQUI EM DIANTE”.

    Pois bem, as pedras no caminho eram gigantes, e como dito por um amigo “O caminho onde muitos desistem, construo a minha vitória”.
    Tínhamos Suframa e a própria crise de 2008, condições totalmente desfavoráveis e, mesmo assim, a busca pela vitória nunca foi abandonada um só dia, au contraire, esta só é devida aos incansáveis – Ao longo dessa trajetória, a impaciência, a descrença de muitos acionistas e de possíveis parceiros eram pedras no caminho a serem consideradas mas que deveriam ser vencidas.

    Gestores têm consciência de suas estratégias e são tantas considerações e detalhes que nossa visão acionista não pode e, talvez, muitas vezes, nem deve ter contato, uma vez podemos acabar interferindo e não apoiando – Como sócios somos investidores monetários e de confiança e a Gradiente é nosso negócio, mas não somos os gestores diretos e sobre estes recai o peso de buscar corresponder às nossas expectativas.

    É provável que a maioria de nós tenha empregos fixos e as ações na Gradiente são, sem dúvidas, consideradas seu segundo negócio (pode ter outras, claro).

    Hoje, o cenário é diferente. a Gradiente venceu a questão SUFRAMA, vou repetir VENCEMOS. Hoje, conseguimos o aporte de PARCEIROS de Peso, vou repetir, CONQUISTAMOS A CONFIANÇA DE PARCEIROS DE PESO nessa empreiteitada.

    Hoje, o Brasil é um país mais forte e com uma política monetária mais “sólida” ou digamos mais fortalecida. Uma grande parcela da Classe D migrou para a Classe C e isso significa o aumento de possibilidades. Somos mais do que nunca uma população conectada (computadores, Tablets (incipiente), telefone celulares (algumas pessoas têm 2 ou 3 aparelhos), não há apenas uma televisão em cada casa (algumas com 2 ou 3, idem), para se ter uma ideia do quanto potencialmente podemos faturar e vislumbrar retornos incríveis.

    Há mercado para todos, porém para todos competentes e nós temos A MARCA.

    Os erros do passado são lições a serem consideradas, e é por isso que a Gradiente não pode sair dos trilhos, mas sim manter a força na governança e atender às normas sociais, às normas técnicas e sem dúvidas aos Stakeholders (público interessado que de alguma é afetado ou tem interesse pelo negócio, seja a população ao redor, os acionistas, os fornecedores, os FUNCIONÁRIOS, os clientes, etc).

    Novo presidente, nova época e mais favorável com praticamente TODOS os ingredientes para o quê está realmente próximo.
    Sim, mais próximos do que nunca, a decisão agora é entrar de vez e acreditar no VALOR DA MARCA e da Proposta GRADIENTE (CBTD).

    À cada semana que ultrapassamos, como uma flecha que atravessa o vento em busca de seu alvo (retorno), a distância nunca pareceu tão mensurável e tão curta.

    Estamos praticamente lá.

    Valorizem cada lote de ação Gradiente, esse é o SEU NEGÓCIO. Se a Gradiente se Valoriza, está na hora de você Valorizar o que tem!!!

    Pode ter certeza, quando abrir o pregão, haverá pessoas sedentas prá você vender, para você se desfazer, tentando te cegar, e elas comprarão e darão o devido valor e ganhem com isso.

    Obs. em 17/02/2009, o pregão fechou em R$2,05 (cheios de problemas); hoje estamos cravados nos R$12,00 (Seis vezes Mais), onde recentemente máxima dia 29/6 foi de R$19,00. Podemos ser X vezes Mais. A psedocrise apenas retardou nossa vitória. Estamos próximo de nossa arrancada (valorização plena) contando com a possibidade das boas notícias.

    Significa que há investidores que vislumbram a Vitória. E você, agora que tudo está preparado, vai fazer o quê? Responda em suas ações.

    ABRAÇOS….

    (Espero em alguns dias, no máximo 2 meses, terem confirmadas nossas expectativas; caso isso tenha ocorrido, teremos ganho muito e investido corretamente – siga SUA estratégia, que é a melhor de todas)

    Douglearner.
    Forista na ADVFN (hoje 28 de Agosto de 2011 )

  2. douglearner 31/08/2011 at 9:43 pm #

    Orlando,
    Boa noite..
    Para contribuir com ideias e informações, hoje tivemos entrevista com o novo presidente da CBTD ( Gradiente ).

    Obrigado pelo espaço e sucesso.
    douglearner

    São Paulo – Há exatamente 1 mês, Fabio Vianna assumiu a presidência da CBTD, companhia que detém o direito da marca da Gradiente, e, pela primeira vez, falou sobre os desafios e expectativas para o futuro da companhia.
    Apesar de ainda não dar detalhes da operação, o executivo foi categórico ao afirmar que a produção na Gradiente ainda não começou e que há grande expectativa para que isso ocorra.

    “Estamos fazendo os ajustes finais, fechando com fornecedores e arquitetando algumas decisões estratégicas como plano de marketing e contratação de profissionais, por exemplo”, disse o executivo.

    Segundo ele, a Gradiente será uma nova companhia. “Estamos começando do zero e cheios de ideias novas”, afirmou Vianna.

    Confira, a seguir, trechos da entrevista exclusiva que o executivo concedeu a EXAME.com:

    EXAME.com – Como surgiu a oportunidade de ir para a Gradiente?
    Fabio Vianna – A minha vinda para a Gradiente foi decisão do conselho da companhia. Recebi o convite e acredito que tenho muito a contribuir para o retorno da marca ao mercado. Estou muito motivado.

    EXAME.com – Quais os desafios pela frente e as expectativas?
    Vianna – Temos muitos desafios. Estamos começando do zero. Somos uma startup cheia de ideias novas para serem colocadas em prática.

    EXAME.com – Como ex-executivo da Paramount, o que você pode trazer de novo para a companhia?
    Vianna – Quero trazer para a Gradiente minha experiência em conteúdo. A ideia é lançar produtos mais completos e que já venham com conteúdos. Assim podemos nos diferenciar.

    EXAME.com – Todos os produtos que serão lançados já foram definidos? Quando eles chegam ao mercado?
    Vianna – Os produtos já foram definidos, mas ainda não posso abrir quais são. Não temos ainda nenhuma data, mas posso afirmar que todas as linhas estão passando por um refinamento e o mês de setembro será decisivo para a empresa.

    EXAME.com – A produção na Gradiente já começou?
    Vianna – Não. Estamos fazendo os ajustes finais, fechando com fornecedores e arquitetando algumas decisões estratégicas como plano de marketing e contratação de profissionais. A partir desta quinta, um novo diretor de operações assume o posto para dar andamento no processo.

    EXAME.com – Tem data para começar?
    Vianna – Não temos uma definição. Este mês será muito importante. Costumo brincar que o arquiteto já terminou seu trabalho e agora o engenheiro vai começar a levantar a obra.

    EXAME.com – Por que você acredita que o retorno da Gradiente será um sucesso?
    Vianna – Trata-se de uma marca que ainda está vive. Muita gente não sabe que, durante três anos, a Gradiente parou de existir no mercado. Ela está na memória dos brasileiros e apostamos nessa afeição para que seu retorno seja um sucesso.

    Link da entrevista

    http://exame.abril.com.br/negocios/empresas/noticias/entrevista?page=1&slug_name=entrevista

    O primeiro mês de Fabio Vianna na Gradiente – e o que vem agora

    Há um mês à frente da presidência da companhia, executivo fala pela primeira vez sobre desafios e expectativas para o futuro…

    (Semana passado postei 12 reais a ação, hoje fechou em 13:20. Sigam sempre suas Estratégias. Sou acionista e minha expectativa é de investidor, logo, de forma alguma siga o que eu ou qualquer pessoa exponha, pois são apenas ideias ou informações veiculadas, mas sim siga SUA estratégia financeira – de qualquer forma, agradeço o espaço para divulgar essa boa nota de nosso novo presidente Gradiente ). A Expectativa, digo expectativa é de valorização das ações no curtíssimo. Mas o mercado é “irracional” então saiba o que está fazendo. Sucesso a todos..e mais uma vez, Orlando..Valeu !!!

    Douglearner.

Deixe uma resposta