O pai do controle remoto

23 de maio de 2012

Mereceu pouco espaço na imprensa a notícia da morte de Gene Polley, 96 anos, o homem que inventou o controle remoto. Você que não larga o seu enquanto está assistindo televisão, saiba que Polley, falecido segunda-feira, foi um dos bambas da indústria eletrônica. Trabalhando para a Zenith, que chegou a ser uma das marcas mais populares dos EUA, ele acumulou 18 patentes próprias, primeiro na área de radares, depois receptores de rádio e aparelhos automotivos. Fez parte ainda da equipe que desenvolveu o “videodisco”, como eram chamados nos anos 70/80 os players de discos audiovisuais com leitura por agulha.

Mas foi mesmo o controle remoto sem fio – inicialmente chamado “Flash-Matic” – que lhe deu fama mundial. Criado em 1955, o acessório rapidamente se tornou item obrigatório nos TVs. Este vídeo dá uma boa ideia de como funcionava. Um receptor acoplado ao TV recebia os comandos básicos: liga/desliga, aumentar/baixar volume e troca de canais – nada além disso. Os primeiros controles eram como o da foto ao lado, mais parecido com um secador de cabelos! E a direção da Zenith criou anúncios como este abaixo, na crença de que a maioria das pessoas iriam gostar de pular os intervalos comerciais. Depois, Polley e sua equipe foram aperfeiçoando não só o design mas também as formas de acionamento.


Maldosamente, um blogueiro americano culpou-o pela enorme quantidade de pessoas sedentárias e/ou obesas que compõem a população americana. É a forma mais cruel de ver as coisas. Polley foi, isso sim, um dos gênios da tecnologia.

Deixe uma resposta