Os números (não) mentem (jamais) sempre

Já comentei aqui que é sempre bom desconfiar do que se lê. A quantidade de notícias publicadas, e a velocidade das mídias, dificulta uma apuração detalhada. Mais do que isso, há uma tendência generalizada à superficialidade, especialmente nas mídias online. Quando se trata de números, então, os cuidados devem ser reforçados. Nos últimos oito dias, recebi tantas referências a estatísticas e pesquisas que decidi colecioná-las. Algumas delas:

Apple vende 9 milhões de unidades do iPhone 5 em apenas três dias

Vendas do game GTA passam de US$ 1 bilhão em três dias

Mercado de aplicativos atinge 100 bilhões de downloads em 2013

São números difíceis de se acreditar, não só por serem estratosféricos mas porque não há como checá-los. Sabendo disso, as empresas divulgam, a mídia publica e os leitores ficam espantados. Em países sérios, a manipulação desse tipo de dado pode levar à prisão, quando as empresas envolvidas têm acionistas e negociam nas bolsas de valores. No Brasil, ninguém liga (neste artigo, explico melhor o fenômeno).

Ao ver estatísticas jogadas ao vento dessa forma, sempre me lembro de um anúncio de televisores que circulou anos atrás. Fazia referência à quantidade de cores que o aparelho seria capaz de reproduzir. Na época, era comum fabricantes divulgarem que seus TVs tinham capacidade para 200, 300 ou até 500 milhões de cores diferentes. Um deles saiu-se com esta frase primorosa: “Este TV reproduz 8 bilhões de cores. Pode contar.”

E ninguém falou mais no assunto.

2 comentarios para Os números (não) mentem (jamais) sempre

  1. Marcus 24/09/2013 at 8:53 am #

    TB ja vi muito disso. Lembro do Paulo Francis falando que morreram 1 bilhão de pessoas por tuberculose . Sempre que vejo esses numeros tento faze rum calculo simples: ex GTA V o jogo custa U$60 em media teria que vemder uns 15 milhões pra chegar a esse numero.

  2. Wallace 30/09/2013 at 2:04 pm #

    Vejo essa aberração de forma mais simples, tudo que um ser humano normal pode ver, cheirar e degustar interessa e deve ser pesquisado. Os excessos descarte, nunca terá utilização. Como os seletores de canais das Tvs antigas e atuais, mais de 180???????? Quantos canais temos nas cidades que moramos????? Em algumas no máximo meia dúzia. A realidade é muito aquém das marketadas comerciais. A propósito, porque alguém gastaria seu dinheiro em uma tv 4K se nem a tv digital meia boca funciona por aqui. É mais uma inutilidade que no ano seguinte será obsoleta.
    É isso.
    Humanos são animais defeituosos…. Cheira mal, enxerga mal e ouve muito mal. Qual a razão de precisar de coisas que não consegue utilizar de verdade?

Deixe uma resposta