Google, rumo à automação

13 de janeiro de 2014

Nest2Em 2011, poucos meses antes da morte de Steve Jobs, um de seus homens de confiança na Apple, Tony Fadell, decidiu sair da empresa. Fadell havia ficado conhecido como click-wheel man: foi dele a ideia original da tecla de comando do iPod (click-wheel), que segundo o próprio Jobs fora a maior inovação do produto. Talvez pressentindo que, sem o fundador, a empresa passaria por maus momentos, Fadell saiu para fundar, junto com um amigo, uma nova startup chamada Nest (“ninho”, em inglês). Sua ideia: investir num novo tipo de aparelho doméstico, capaz de fazer pelo consumo de energia aquilo que o iPod fizera pela música.

Pois nesta segunda-feira a Google Inc. anunciou a compra da Nest Labs pela mixaria de US$ 3,2 bilhões! É o primeiro passo concreto da gigante rumo ao segmento de automação residencial. Como se pode ver neste vídeo, a Nest – cujo principal produto é um termostato de parede com design que lembra as criações da Apple – parece trazer a criatividade em seu DNA.

A versão básica do aparelho (foto), sucesso nos EUA desde o ano passado, é ao mesmo tempo um sensor de temperatura e um medidor do consumo de energia; conecta-se à rede Wi-Fi e, portanto, pode ser monitorado a distância; numa versão mais avançada, inclui também detector de fumaça, emitindo alertas pela rede, e pode ser programado para desligar a rede elétrica ao identificar algum risco. “Cada pessoa nos EUA troca a temperatura de sua casa 1.500 vezes por ano”, calcula Fadell. “Isso representa metade da conta de energia. Nosso aparelho aprende as temperaturas que o usuário mais gosta e ajusta o ambiente de acordo, pelo seu sensor de presença. A economia é enorme.”

Certamente não era apenas nisso que o pessoal da Google pensava quando decidiu fazer a oferta de compra. A Nest tem acesso a dados sobre o consumo de energia em milhões de residências. Imaginem isso somado aos apps para Android, o uso do celular no automóvel e os investimentos da Google na área de robótica. Desse ninho devem sair muitos filhotes nos próximos anos.

Deixe uma resposta