Mais um juiz contra o Facebook

11 de julho de 2014

Não é só no futebol que os brasileiros têm muito a aprender. Aliás, em certas áreas, parece que estamos voltando atrás no tempo. Em Teófilo Otoni (MG), um juiz determinou que o Facebook saia do ar!!! Isso mesmo: alegando que a empresa não lhe forneceu dados solicitados numa investigação sobre prostituição infantil, ele determinou que o acesso à rede social seja suspenso em todo o país (mais detalhes aqui).

Não é a primeira vez que isso acontece, infelizmente. E também não é só no Brasil. Seguindo o antiquíssimo raciocínio de culpar o carteiro pelo conteúdo da carta, juízes ignoram a evolução do mundo e se propõem a prejudicar cerca de 30 milhões de usuários do FB, “em nome da lei”. Nesse último caso, o juiz passou por cima, inclusive, da lei mais recente colocada em vigor, o Marco Civil da Internet, que veta a responsabilização criminal de um site ou provedor por delitos cometidos por seus usuários.

De cara, esse juiz já sai perdendo, no mínimo, de 7×1.

Um comentario para “Mais um juiz contra o Facebook”

  1. Rubens Pires disse:

    Tentando dar uma “carteirada” no Face…

    Vai entrar para o folclore das decisões exdrúxulas.rsrsrs

Deixe uma resposta