Comunicação no táxi, uma nova mídia

12 de setembro de 2015

Arriving-Now-uber-600Enquanto no Brasil os políticos fazem demagogia proibindo o Uber, em outras partes do mundo já estamos num outro patamar dessa evolução irreversível. Essa empresa – que tem sede nos EUA – acaba de lançar em Nova York uma revista… isso mesmo, impressa. Taxistas deixam os exemplares à disposição dos clientes, que podem levá-la para casa ao final do trajeto. Uma espécie de “revista de bordo”.

E qual é a novidade? Trata-se de uma das empresas mas inovadoras do mundo financiando uma publicação, digamos, tradicional. A revista trata de eventos que acontecem pela cidade, funcionando como guia cultural e de serviços. Foi lançada a propósito de um evento de moda e está recheada de anúncios relacionados ao tema. Sim, eles poderiam oferecer o mesmo tipo de conteúdo pelo celular; supostamente, todo usuário do Uber possui celular, certo? Mas optaram por uma revista. Vejam aqui os detalhes.

É o que alguns especialistas estão chamando smart marketing, a capacidade de combinar as duas linguagens (impressa e digital) para atingir o público da forma mais conveniente. Poucos têm dúvidas de que é esse o caminho para a sobrevivência dos produtores de conteúdo.

E, apenas para atualizar o comentário, a Folha de São Paulo, neste domingo, traz interessante reportagem sobre taxistas da capital paulista que decidiram enfrentar a concorrência do Uber com criatividade e melhores serviços. Leiam aqui. Ótimo assim. Nada como uma boa concorrência.

Deixe uma resposta