Globo ataca também na internet

g1_globoplay_2Como será a televisão do futuro, ninguém sabe (algumas pistas, neste artigo). Mas, se há no Brasil alguém preparado para isso, chama-se TV Globo. Na semana passada, a emissora anunciou o serviço Globo Play, que permite acessar sua programação, ou partes dela, pela internet. Se você quiser ver agora o que está no ar, só precisa clicar!

“Não adianta ter o conteúdo se ele não chegar às pessoas”, explicou, no evento de lançamento, o diretor-geral da Globo, Carlos Schroder. “Há uma mudança permanente nos hábitos, e temos que nos atualizar na forma de entregar os conteúdos”. Schroder revelou dados de pesquisas da emissora: 38% dos domicílios, hoje, possuem banda larga; 34% dos entrevistados disseram que assistem a vídeos online; e um capítulo da novela Verdades Secretas, por exemplo, assistido na TV por 145 milhões de pessoas, teve nada menos do que 190 milhões de visualizações na web.

Esse formato de distribuição, chamado simulcast, pode ser o padrão daqui a alguns anos. Os programas ao vivo terão que estar disponíveis também online; no caso da Globo, a maneira de controlar tudo é uma tecnologia baseada em GPS, que bloqueia o acesso fora de determinada área. Quem está em São Paulo, por exemplo, só conseguirá ver a programação que é exibida na cidade. A Globo sabe que precisa preservar seu modelo de afiliadas. E terá de investir muito para proteger seu sinal, considerando a alta capacidade dos piratas.

Também nesta terça-feira, a Globo anunciou uma experiência inovadora: um “capítulo zero” da nova novela Totalmente Demais está sendo transmitido pelo Globo Play (e também pelo serviço Gshow). A novela estreia oficialmente na próxima segunda, mas foi escrita e produzida uma espécie de “esquenta”, com cerca de 10 minutos de duração, reunindo os principais nomes do elenco. Assistam aqui.

No comments yet.

Deixe uma resposta