Mais um gênio se vai…

22 de março de 2016

andy-groveNesta segunda-feira, morreu Andy Grove, reconhecido como um dos homens mais importantes na história da tecnologia. A morte foi anunciada oficialmente hoje, no site oficial da Intel, empresa que ele ajudou a transformar numa usina de inovações. Só para se ter uma ideia, Marc Andreessen – criador do Netscape e cérebro por trás de diversas empresas que dominam o setor atualmente – escreveu no Twitter: “Foi o melhor administrador que o Vale do Silício já viu e que provavelmente jamais verá.”

Grove, que nasceu na Hungria e conseguiu fugir de lá em 1956, após enfrentar a dureza do nazismo e do comunismo, fundou a Intel em 1968, em sociedade com Gordon Moore e Robert Noyce, este o coinventor do microprocessador (ambos aparecem com ele na foto da parede; Grove é o de bigode). Grove ocupou a presidência da Intel de 1979 a 2004, período em que a empresa se transformou na maior fabricante mundial de chips. Idolatrado por figuras como Steve Jobs e Bill Gates, foi ainda conselheiro de várias corporações. E escreveu pelo menos dois livros obrigatórios no mundo do marketing e do empreendedorismo: “High Output Management” (de 1995) e “Só os Paranóicos Sobrevivem” (96), este um clássico (este texto antigo dá algumas pistas sobre seu estilo de gestão).

Deixe uma resposta