Faltou combinar com os russos…

Visitando São Paulo na semana passada, o fundador e CEO da Kaspersky Labs, Eugene Kaspersky, deu uma interessante entrevista ao site TecMundo. Foi curioso porque, nos últimos dias, a empresa – sem dúvida uma das mais inovadoras no segmento de segurança online – vem sendo acusada de “espionagem a favor da Rússia”. 

No mesmo dia em que saiu a entrevista, circulou pela internet um banner nada sutil da McAfee, grande concorrente da Kaspersky: “O FBI aconselha remover Kaspersky por suspeita de ligação com espiões russos. Proteja-se com McAfee”. Não foi só isso. A rede Best Buy suspendeu as vendas de software da marca, sob a mesma alegação. De fato, autoridades americanas lançaram a acusação após ser confirmado que hackers russos atuaram durante a campanha eleitoral do ano passado – até pouco tempo atrás, o governo Trump negava (detalhes aqui).

Eugene Kaspersky é russo e sua empresa tem sede em Moscou, embora com escritórios em mais de 30 países. Atende uns 400 milhões de clientes, entre eles pessoas físicas, governos, entidades e grandes empresas que dependem da segurança em suas redes. Recentemente, fechou contrato para fornecer software às Forças Armadas do Brasil

Bem humorado, Eugene negou as acusações, mas acha que não há muito a fazer diante das notícias divulgadas. “Eles não têm provas, todas essas notícias são falsas”, diz. Talvez nunca se saiba.

Um comentario para Faltou combinar com os russos…

  1. Lincoln Freire 29/09/2017 at 10:25 am #

    Bom, trocar o Kaspersky pelo McAfee significa deixar de ser espionado pelos russos e passar a ser espionado pelos americanos! Com o agravante de trocar uma solução antivírus excelente por uma bem mais ou menos! E uma propaganda/sabotagem dessas mostra que em se tratando de negócios, não há espaço para a ética: “FBI aconselha remover Kaspersky por suspeita de ligação com espiões russos. Proteja-se com McAfee”.

Deixe uma resposta