Corrupção, burocracia e investimento estrangeiro

Curiosamente, a notícia sobre o fechamento da loja brasileira da Nikon foi manchete em vários sites internacionais, alardeando a importância que o país representa (ou representava) para marcas de peso. Um deles (Digital Trends) lembra que o país é um dos mais complicados para investidores estrangeiros. E cita relatório do TMF Group, que presta consultoria internacional na área, sob o título “Principais Desafios para Fazer Negócios no Brasil”. O texto integral, em português, pode ser visto aqui, mas destaco alguns dos tópicos:

*Apesar da melhora em alguns indicadores, o Brasil continua sendo visto como ‘país em desenvolvimento’, incapaz de atingir seus potenciais;

*O país está em 126o lugar no ranking do Banco Mundial que mede as dificuldades burocráticas e fiscais para quem deseja montar um negócio;

*Os preços em geral são considerados altos em relação a outros países do mesmo porte, e manter uma empresa aqui já não sai tão barato quanto anos atrás. 

*Guerra tributária é uma prática comum no Brasil, e a quantidade de ações judiciais de empresas contra o governo (federal, estaduais, municipais) continua sendo espantosa para olhos estrangeiros. Diz o Financial Times que as pendências nesse campo são “tão brasileiras quanto o samba e o biquini”;

*Após o que se viu na Copa do Mundo e na Olimpíada, o governo brasileiro decidiu retomar investimentos em infraestrutura, mas os resultados só aparecerão a longo prazo;

*A legislação trabalhista, com mais de 900 regras, é outro fator que conspira contra (o relatório foi divulgado antes da recente reforma, que entra em vigor neste sábado, ainda sobe fortes contestações); é muito questionada a influência dos sindicatos;

*Barreiras a importações e exportações: um carregamento pode ficar meses parado na alfândega à espera de liberação; e um item exportado demora em média 13 dias para sair do país;

*Por fim, a corrupção, campeã de todos os atrasos. O relatório saúda os avanços obtidos nos últimos anos, mas os níveis de irregularidade revelados a cada dia assustam muitos investidores.

Bem, nenhuma novidade para quem já é empresário no Brasil. Alguém ainda tem dúvidas sobre as principais causas de desemprego?

No comments yet.

Deixe uma resposta