TV por assinatura continua em queda

4 de fevereiro de 2018

Prossegue o calvário do segmento de TV paga. Não é só no Brasil, claro, mas aqui a crise econômica obrigou muitos felizes assinantes a rever seus conceitos. Aumentou a inadimplência e, com ela, os cancelamentos – incentivados também pela enorme oferta de filmes e séries via internet. O último balanço divulgado pela Anatel mostra que o número de assinantes caiu 5% em 2017, chegando a incríveis 17,9 milhões de domicílios. Incríveis porque, em 2014, eram 19,6 milhões – e crescendo a caminho dos 20 milhões!

Ou seja, em três anos quase 2 milhões de famílias deixaram de usar TV paga. Em 2017, nada menos do que 447 mil residências paulistas e 97,8 mil cariocas abriram mão do serviço. Curiosamente, os estados considerados mais pobres foram os que apresentaram maior crescimento percentual: Piauí (7,7%) e Maranhão (3,86%). Nos casos de São Paulo e Rio, onde as conexões são mais rápidas, é bem provável que esteja funcionando o chamado “efeito Netflix”, em que o usuário troca os filmes pelas séries.

Deixe uma resposta