Copa em 8K, no Museu do Amanhã

4 de julho de 2018

Em um precioso trabalho de criação tecnológica, está aberta no Rio de Janeiro, até o fim da Copa do Mundo, a exposição “No Campo da Inovação – Uma Paixão que nos Conecta”. TV Globo e SporTV montaram no Museu do Amanhã um panorama da evolução em 50 anos das transmissões esportivas, desde a Copa de 1966 até a de 2018. A ideia, segundo Paulo Henrique Castro, diretor de Tecnologia da Globo, é realçar a importância da televisão nesse processo, combinando imagens de acervo (a Copa de 66, na Inglaterra, só foi exibida em alguns cinemas) com o que se imagina será a TV do futuro.

Ao contrário do que muitos pensam, a primeira Copa transmitida em cores, usando o primeiro satélite da então estatal Embratel, foi a de 1974 – a de 70, embora circulem por aí imagens coloridas, só passou aqui em preto & branco, porque ainda não existia TV em cores (que, aliás, na época se dizia “a cores”).

A inédita exposição traz ainda uma tela panorâmica, em que o visitante pode ter uma visão do campo em 180 graus, e um cubo multiângulo, com vários enquadramentos do mesmo jogo (foto acima). Há um “passeio” pela Rússia em realidade virtual e um videogame que se joga usando a “força” do pensamento.

Mas o melhor mesmo são as transmissões de jogos em resolução 8K. Essa tecnologia está sendo testada no Japão para ser utilizada oficialmente a partir da Olimpíada de 2020. Já foram feitos vários testes no Brasil, conforme comentamos aqui e aqui. Quem mora no Rio ou estiver passando por lá nesta semana e na próxima não deve perder essa visita ao Museu do Amanhã. Se puder ir em horário de jogo, irá aproveitar mais ainda.

Deixe uma resposta