Parabéns à televisão (de olho na internet)

21 de novembro de 2018

Passou quase despercebido o Dia Mundial da Televisão, comemorado oficialmente em 21 de Novembro. Nada a ver com a invenção do aparelho, que não tem data porque foi um trabalho de anos, envolvendo centenas de especialistas em vários países; nem com a primeira transmissão oficial, que segundo o IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers) aconteceu num dia de janeiro de 1926, em Londres. Na foto abaixo, John Baird, um daqueles pioneiros, apresentando sua “invenção”:

A comemoração se deve a uma data bem mais recente – 21/11/1996 – quando se reuniu pela primeira vez, na sede na ONU, em Nova York, o World Television Forum, hoje esquecido (vejam o vídeo oficial). Talvez tenha vindo um pouco tarde, considerando que a televisão já era a mídia mais importante do planeta desde os anos 1950 e que, para os mais afoitos (ou simplesmente maldosos, dependendo do ponto de vista), o trono passou para a internet na década passada.

Eu mesmo, que lido com o tema há mais de 36 anos, “esqueci de me lembrar” desse aniversário. Fui alertado por mensagem da assessoria da Semp, que orgulha-se – com razão – de ter sido a primeira fabricante brasileira de receptores de TV. Foi em 1951, um ano após Assis Chateaubriand ter realizado seu sonho de colocar no ar a TV Tupi. A Semp também foi pioneira no lançamento do controle remoto, que chegou às casas do país em 1981 e (atenção, jovens) com fio!

Sobre a evolução da televisão, e sua importância no mundo, já se escreveram milhares de livros, artigos e teses de doutorado. A coitada já foi acusada de tudo, inclusive “culpada” pela violência urbana e pela destruição da família. Paciência. Como já disse Zuckerberg, cujo Facebook é hoje um dos muitos concorrentes da TV (em sua forma tradicional), não é possível conseguir milhões de amigos sem fazer pelo menos alguns inimigos. 

3 Replies to “Parabéns à televisão (de olho na internet)”

  1. Ormeo Botelho disse:

    Nem eu sabia que o dia era ontem… Bem lembrado!

  2. Jarede disse:

    A Televisão, do grego ”Tele” que significa distante (e não TELA) e “visione” do latim “visão”, sem dúvida invadiu nossas casas, nos modificando em todos os sentidos. Me lembro que, quando criança, eu queria ser igual ao Ted Boy Marino! Mais recente, quantos jovens foram influenciados por vários filmes e seriados como Friends. O televisor, o aparelho em si, por mais avançado tecnologicamente que seja, nos imergindo cada vez mais com o realismo às mídias que temos acesso, não muda a essência do invento que é trazer de distante, as mais importantes mensagens do Homem. No futuro, mesmo sendo usada mais como display, a programação na TV tende a melhorar proporcionalmente à exigência e a conscientização do telespectador, consumindo melhores entretenimentos, informações confiáveis desprendidas de ideologia ou interesses escusos. Bom, ver a vida em pixels, já ocupa um terço ou mais do meu dia … e eu simplesmente adoro! Orlando, obrigado pela oportunidade e abraço a todos!

  3. Rubens disse:

    Registre-se uma incorreçao no texto dessa materia… Ela afirma, equivocadamente, que a Semp teria sido a pioneira no lançamento do controle remoto no país, em 1981. Isso nao é verdade, ja que eu mesmo usava um controle remoto em um televisor (ainda em preto e branco) na decada de 60… Naquela decada ja existia pelo menos um modelo sendo vendido no Brasil.

    O controle dos anos 60 era bem simples, basicamente so servia para mudar os canais, ligar e desligar a televisao… E o mais interessante é que mantinha aquele enorme “botao” redondo que servia como seletor de canais manual. Caso voce usasse o controle remoto, o seletor ficava entao girando “sozinho”…

Deixe uma resposta