HDMI 1.4 vai trazer alta definição à internet

Por Julie Jacobsen*
 
    O novo padrão de conexões HDMI 1.4, cujas especificações foram liberadas oficialmente na semana passada, vai trazer uma série de mudanças na forma como se conectam hoje os equipamentos de informática, redes, áudio e vídeo. Não será mais necessário usar os tradicionais cabos de rede (Ethernet) para ligar seu equipamento à internet: o próprio HDMI cuidará disso, incluindo o canal de retorno de áudio.

    As versões anteriores do padrão HDMI (High-Definition Multimedia Interface) não incluem dois ótimos recursos agora disponíveis: a transmissão de dados pelo mesmo cabo que transporta sinais de áudio e vídeo de alta definição, e o canal de retorno de áudio, que possibilita, por exemplo, ligações telefônicas. Com taxas de transferência de até 100 Gigabits por segundo, a especificação HEC (HDMI Ethernet Channel) permitirá inúmeras aplicações baseadas no protocolo da internet (IP), que hoje exigem cabos dedicados do tipo Cat5.

    Em lugar de conectar um cabo Cat5 a todos os componentes do sistema de áudio e vídeo, você agora vai poder utilizar apenas um; os demais ganharão conectividade IP através da conexão HDMI 1.4. O compartilhamento das conexões de internet é uma das maiores vantagens do novo padrão, de acordo com Steve Venuti, presidente da HDMI Licensing LLC. “Mas, sinceramente, não sei quantas aplicações as pessoas irão encontrar para essa conexão”.

    A entidade – também chamada “HDMI Group”, pois reúne os principais fabricantes – não está criando ela mesma as aplicações para HEC. Essa funcionalidade virá dos desenvolvedores, diz Venuti, definindo o novo padrão como uma plataforma aberta. A empresa de pesquisas In-Stat informa que 24% de todos os equipamentos eletrônicos lançados em 2009 irão exigir uma conexão de Ethernet. Todos os consoles de videogame e servidores de mídia terão capacidade de se conectar a uma rede, assim como 80% dos players Blu-ray e 72% dos gravadores PVR e/ou DVR, diz o estudo.

    Imaginando que todos esses aparelhos sejam também conectados a outros via cabo HDMI, os usuários poderão enfim eliminar os cabos Cat5 de seus sistemas. O protocolo HEC exige muito mais do que uma simples atualização de firmware. A solução terá que ser embutida tanto nos cabos quanto nos aparelhos. A arquitetura interna do cabo também irá mudar um pouco: “A diferença não será visível a olho nu”, diz Venuti. “Mas você terá que procurar um cabo que tenha a especificação ´high-speed with Ethernet´”.

    Também não será fácil fazer upgrade dos aparelhos atuais para a versão HDMI 1.4. Os fabricantes precisarão de um novo chip e talvez também algum tipo de chaveamento interno. O HDMI Group adianta que alguns fabricantes irão apresentar uma “solução externa”, como diz Venuti: processadores embutidos e software para fazer o streaming de conteúdos entre os equipamentos.

    Assim como será possível abrir mão de um cabo Ethernet, por que não deixar de fora também o cabo de áudio? O HDMI 1.4 oferece o que é chamado de ARC (Audio Return Channel), permitindo transmitir e receber arquivos de áudio. Como explica Venuti: “E se você tiver um sintonizador embutido no TV? Como passar o áudio de volta ao receiver? Hoje, você precisa de um cabo separado do tipo S/PDIF. Agora, não mais. O cabo HDMI 1.4 fará as duas coisas, além de transportar sinal de vídeo HD e dados em duas vias”.

    No final de junho, as especificações estarão disponíveis no site do HDMI Group, e espera-se que os primeiros equipaments compatíveis cheguem ao mercado até o final do ano, ou no máximo a tempo de serem exibidos na próxima CES, em janeiro. Além da conexão Ethernet e do canal de retorno de áudio, o HDMI 1.4 apresenta compatibilidade com as seguintes aplicações:

*Vídeo HD com resolução 4K (4.096 x 2.160 pixels)

*Vídeo 3D com resolução de até 1080p

*RTCR (Real-time Content Recognition), um tipo de ajuste automático de vídeo baseado nos aparelhos conectados.

*Mais espaço para processamento de cores, o que será útil, por exemplo, na reprodução mais detalhada de fotos digitais.

*Micro-conectores, para aparelhos portáteis.

*Conectores para automóvel

    Resumindo: uma revolução nos procedimentos de conexão para todo tipo de equipamento eletrônico. Como define Venuti: “O HDMI 1.3 tinha mais a ver com largura de banda; na verdade, era mais do mesmo. Agora, acho que estamos mudando completamente o paradigma. Poderemos fazer coisas que nunca conseguimos fazer antes”.
   
 
*Publicado na Electronic House em 28/05/2009

3 Replies to “HDMI 1.4 vai trazer alta definição à internet”

  1. Elias disse:

    Pergunta simples.
    Quem tem equipamentos com conexão hdmi, versões 1.1-1.2-1.3 e 1.3a (no meu caso um Blu ray BD-P1500 1.3)vou ter q trocar o equipamento, ou os fabricantes de modo geral vão dispor de atualizações de software e/ou firmware?
    Me desculpe pela pergunta(e olha q sou do ramo hein?)estaria eu errado ou isto ainda estä muito confuso?!!

  2. admin disse:

    Olá Elias. Não está prevista atualização de software. Para usufruir do novo HDMI, todos teremos que trocar de equipamento. Abs. Orlando

  3. marcelo disse:

    http://revistahometheater.uol.com.br/site/tec_noticias_02.php?id_lista_txt=6300

    Não comprem tv 3D que sejam necessário uso de óculos especiais. No Japão,já a previsão de tvs 3D que dispensam óculos e vem com HDMI 1.4
    vejam no link acima!

Deixe uma resposta