MicroLED? Prioridade da Samsung é 8K.

18 de fevereiro de 2019

A Samsung não pretende lançar no Brasil este ano a tecnologia MicroLED. A prioridade é ser a primeira a trazer TVs 8K (como o da foto, de incríveis 98″) e tornar essa novidade conhecida para a maior quantidade possível de consumidores. Os planos ainda estão sendo detalhados, mas a decisão é colocar o primeiro TV 8K à venda ainda neste primeiro semestre e, até o final do ano, lançar pelo menos mais dois modelos (confiram aqui).

Como vimos durante a CES em janeiro, o TV The Wall, que utiliza painel MicroLED e já havia sido mostrado na edição do ano passado, representa uma revolução, um passo muito mais significativo para o segmento de displays. Deve ser lançado inicialmente para aplicações profissionais e depois, dependendo da receptividade, chegar ao mercado residencial. Além da tecnologia em si, uma espécie de mix dos painéis OLED e QLED, displays MicroLED se prestam a uma infinidade de configurações, inclusive no formato da tela. A Samsung ainda não decidiu a melhor estratégia para comercializar algo tão inovador.

Já 8K é uma evolução natural do 4K e vem sendo antecipada há pelo menos cinco anos. Lembro que em 2014, na época da Copa do Mundo, técnicos da NHK vieram do Japão para testes com 8K, repetidos dois anos depois na Olimpíada do Rio. A TV Globo também vem captando imagens em 8K nos desfiles de carnaval desde aquela época – algumas imagens da emissora foram usadas pela Sony em suas demonstrações de 8K na CES este ano.

Mas já então se falava que talvez as emissoras abertas saltassem direto do atual HD (1.920×1.080) para 8K (7.680×4.320 pixels), deixando 4K apenas para a internet. Não por acaso, os principais serviços de streaming (Netflix, Amazon, YouTube, GloboPlay) oferecem conteúdos em 4K para atender a parcela da população que já possui TVs dessa categoria. A transmissão em rede aberta é muito mais complicada: além de comprimir o sinal para não “devorar” todo o espectro, haveria necessidade de trocar os transmissores, algo fora de cogitação nos próximos anos.

Com 8K é diferente. Não se vislumbra algo mais avançado num horizonte de 10 a 15 anos e, portanto, é nessa direção que as emissoras devem caminhar. A SET (Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão), que representa o setor, já tem um grupo técnico estudando a questão.

Voltando à Samsung, está sendo preparada uma grande campanha para lançamento dos TVs 8K no Brasil; a empresa lançou o primeiro nos EUA em outubro passado. Segundo Guilherme Campos, gerente de produto, a ideia é criar pontos de demonstração em diversas lojas e levar o consumidor a comparar, por exemplo, um modelo 8K de 65″ com um 4K do mesmo tamanho. “O nível de detalhamento da imagem é impressionante”, diz ele, referindo-se à especificação ppi (pixels por polegada), que nesse caso sobre de 68 para 136. 

Deverão ser lançados modelos de 65″, 75″, 82″ e 98″, como os da foto ao alto (vejam no vídeo).

Um comentario para “MicroLED? Prioridade da Samsung é 8K.”

  1. artmosferahd disse:

    Para que UHD 8K em home video? Para se “sentir” uma resolução destas, é necessário uma tela de, no mínimo, 85 polegadas. Acredito que 8K será usado em cinema e UHD 4K, tornar-se-á o padrão top-of-the-line de home video. Mesmo UHD 4K tem que ter uma tela de 55 polegadas ou mais, para se sentir a diferença com o Full-HD que é e será o padrão mundial para sempre.

Deixe uma resposta