Coronavírus afeta Feiras e Congressos

31 de janeiro de 2020

 

 

 

 

 

 

 

Pelo menos dois eventos internacionais já foram cancelados na China devido à epidemia do coronavírus, ambos programados inicialmente para março: Furniture Fair (móveis), em Shenzhen, e o Festival de Arquitetura e Design de Shanghai. O governo da província de Guangdong mandou suspender todos os eventos que estavam programados na região. Também está ameaçada a Arte Basel, feira de arte que se realiza todo ano em Hong Kong (mais detalhes aqui).

Além das (até agora) 213 mortes e mais de 8 mil casos suspeitos, o novo vírus começa a causar grandes prejuízos financeiros – e o setor de feiras e congressos é certamente um dos mais afetados, ao lado do turismo. Nos EUA, o primeiro cancelamento veio nesta sexta (uma feira de couro e calçados que seria na próxima semana em Boston). Mais importante ainda, o governo anunciou que irá barrar a entrada de estrangeiros de qualquer nacionalidade que tenham passado recentemente pela China. Cidadãos americanos vindos de Wuhan estão sendo encaminhados para quarentena numa base militar na Califórnia.

Para quem atua no segmento de tecnologia, vale a informação de que a organização da ISE (Integrated Systems Europe), maior evento de sistemas audiovisuais da Europa, que acontece sempre no mês de fevereiro em Amsterdã, anunciou uma primeira medida em comum acordo com a OMS. Com quase tudo pronto para show, que será de 10 a 14/02, a saída foi instalar maior quantidade de acessórios com gel sanitário espalhados pelo pavilhão. Haverá também mais sinalização digital alertando para o problema.

Como dezenas de marcas asiáticas participam do evento, provavelmente será necessário também um monitoramento extra em relação aos funcionários das empresas chinesas, cada vez mais numerosas em eventos de tecnologia. 

Um comentario para “Coronavírus afeta Feiras e Congressos”

  1. […] pelo risco – jamais calculado – de afetar os negócios em geral. Comentamos aqui dias atrás sobre o impacto nas feiras e congressos realizados na Ásia, onde normalmente as […]

Deixe uma resposta