Orlandobarrozo.blog.br

Tecnologia para tudo (e para todos)

TV ou projetor, eis a questão?

21 de julho de 2022

A pergunta é feita a toda hora, e com mais frequência ainda quando se aproxima uma Copa do Mundo (Olimpíadas também, mas menos): para ter uma tela grande, maior que o tamanho padrão das residências de classe média-alta (55″ a 65″), é mais vantajoso investir numa TV ou num projetor? O assunto, que será tema de reportagem na edição de agosto da revista HOME THEATER & CASA DIGITAL, é apaixonante pela variedade de respostas que suscita.

Não, não há uma resposta única e taxativa. São diversas as variáveis envolvidas, a começar de quanto o consumidor está disposto a gastar. Com os valores praticados hoje no mercado, estamos falando cifras que vão dos 30 aos 200 mil reais. Ou até mais, se forem incluídos na pesquisa os painéis LED que comentamos neste post e que podem ser encomendados em tamanhos gigantescos.

Projetor de curta distância

Focando apenas em projetores e TVs convencionais, a primeira consideração deve ser o espaço disponível para instalação. O surgimento dos projetores UST (de ultra curta distância) deu novo fôlego a essa categoria de produto, que andava meio em baixa devido à queda de preço das TVs maiores, uma tendência mundial. Com um projetor que pode ser colocado a alguns centímetros da tela, economiza-se enorme espaço na sala para produzir imagens de até 130 polegadas.

Os maiores TVs no momento têm “apenas” 86 polegadas – em setembro deve chegar ao mercado o maior de todos, o modelo QLED C735 de 98″, anunciado pela TCL. Talvez antes disso Samsung e LG lancem outros modelos de porte parecido, até porque já está provado que o tamanho da tela é um poderoso fator de decisão na hora da compra, especialmente em tempos de Copa do Mundo.

O futuro comprador deve, portanto, fazer as medições em sua sala para saber se ali caberia melhor uma TV ou um projetor; vale lembrar que todas as TVs atuais permitem instalação na parede, com um suporte compatível ao seu peso e tamanho. Só que aí é preciso ver a estrutura da parede para sustentar TV e suporte. Com um projetor UST, tudo fica mais fácil. Uma pequena mesa ou banquinho próximo à parede resolve.

Assistindo à Copa em 4K

Em relação à qualidade da imagem, a principal diferença entre TV e projetor é que este exige o controle da iluminação ambiente. Para assistir durante o dia, como serão todos os jogos da Copa, por exemplo, vale pensar em luzes apagadas e cortinas blackout – o que faz aumentar o investimento. Sem esse controle, perde-se praticamente 50% do impacto das imagens.

Não é por acaso que muitos bares e restaurantes, que antes instalavam telas de projeção para seus clientes verem os jogos, estão mudando para TVs. Nada se compara ao brilho destes, como mostramos neste post durante a última Copa. O único cuidado na instalação deve ser o posicionamento da tela em relação às luzes da sala, para evitar reflexos – embora isso seja quase impossível quando se reúnem oito ou dez pessoas em frente à TV.

E, por fim, um fator que passa a ser decisivo em favor das TVs é que nessa Copa todos os jogos – e, claro, os shows de abertura e encerramento – serão transmitidos em 4K por SporTV e Globoplay. Na última atualização do nosso Guia de TVs 4K e 8K, computamos um total de 152 modelos a partir de 43 polegadas. Já um levantamento que nossa equipe fez duas semanas atrás encontrou não mais do que 15 modelos de projetor 4K (e nenhum 8K) – alguns deles estão aqui.

Ou seja, se você quiser assistir à Copa em 4K, com toda aquela riqueza de cores das torcidas e detalhes dos lances em campo, as opções em TV são bem mais variadas.

3 Replies to “TV ou projetor, eis a questão?”

  1. Revista sempre com matérias atuais !!
    Parabéns a todos envolvidos

  2. JOSÉ CARLOS MARIANELLI disse:

    Olá Senhor Orlando .
    Adorei esta matéria . Muito interessante .

    Na minha modesta opinião que dizer em que : em outros tempos não tínhamos TVs de grandes poleadas e assim sendo as pessoas em que sonhavam em ter um telão não tinha outra alternativa se não fosse a compra de um Projetos e com telas de enormes polegadas . De um tempo pra que as Empresas começaram a fabricar TVs de grandes proporções .Como hoje temos TVs de 80 polegadas acima eu prefiro investir num televisor de procedência e com tecnologia como Oled ou Neo Qled e não em um projetor . O projetor requer também alguns cuidados e cuidados sem falar da lâmpada e outros cuidados .

    Ninguém é obrigado a concordar comigo apenas uma opinião minha mas devemos saber respeitar a opinião do outro .

    Senhor Orlando por gentileza se eu estiver errado me corrija a final faz parte e o Senhor sim é um grande conhecedor do assunto .

  3. Orlando Barrozo disse:

    De fato, Zé Carlos, até 86 polegadas, acredito que TV seja a melhor opção. Acima disso, o custo de um projetor+tela já fica mais atraente. Abs

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.