Apple também sofre com tsunami

Nem a Apple escapou dos efeitos dos terremotos e do tsunami no Japão. Segundo a agência Bloomberg, cinco componentes do iPad 2 são produzidos na região afetada pela catástrofe: o chip NAND de memória flash (fabricado pela Toshiba), o chip DRAM 6665, da empresa Elpidia; o compasso eletrônico (componente que equivale ao clock dos computadores convencionais), fornecido pela AKM Semiconductors; a película touchscreen que recobre a tela de vidro (da Asahi Glass); e a bateria, que a própria Apple fabrica em território japonês. Os dados foram passados à agência pela consultoria especializada iSuppli.

Todos esses fabricantes paralisaram a produção devido a problemas decorrentes dos acidentes ocorridos nos últimos dias na região de Sendai. A consequência imediata é a interrupção no fornecimento dos componentes, o que deve provocar ainda mais atrasos na entrega do iPad 2. Como se sabe, o produto bateu recorde de vendas na primeira semana (foi lançado nos principais mercados mundiais no último dia 11, curiosamente o mesmo dia do primeiro terremoto). Para quem quer comprar agora, as lojas Apple já estão abrindo lista de espera para no mínimo cinco semanas.

A Apple até agora não comentou o assunto, mas já fechou uma de suas lojas, que fica exatamente em Sendai. No mínimo, dizem os especialistas, a empresa terá lucros menores, pois terá de pagar mais caro por seus sagrados componentes.

No comments yet.

Deixe uma resposta