TVs agora atenderão comandos de voz

Um colega americano, no site Twice, teve a grande sacada: “Os fabricantes de eletrônicos estão ouvindo vozes”. Sim, vozes de revendedores e integradores pedindo produtos compatíveis com os chamados assistentes de voz: Alexa (da Amazon), o mais usado até agora; Assistant (Google) ou Siri (Apple). Pelo visto, ninguém escapa. O que se viu na CES de Las Vegas esta semana confirma que os PAs (Personal Assistants), como chamam os americanos, estão tomando de assalto o mercado de tecnologia.

Há cerca de um ano, comentamos aqui sobre a disputa entre Google e Amazon nesse campo. Ao longo do ano, a Amazon consolidou sua liderança, mas a Google não se conteve, dando início a uma estratégia agressiva no último trimestre. A presença da empresa na CES, com estande e tudo, foi o sinal mais eloqüente de que a briga é pra valer. Curiosamente, a Apple – primeira a lançar um assistente de voz, o hoje desprezado Siri – ficou para trás nessa corrida. 

Agora, temos pelo menos mais três concorrentes bem dotados para brincar nessa praia. Em Las Vegas, a Samsung estreou sua plataforma Bixby, apresentada como capaz de conectar qualquer produto da marca, dos TVs aos eletrodomésticos. Chegou também o ThinQ, da LG, com mais ou menos o mesmo conceito. E a Microsoft tenta entrar no segmento com o Cortana, em meio a uma avalanche de críticas a sua performance. 

Para quem ainda não sabe o que faz exatamente um assistente de voz, talvez seja uma boa assistir a este interessante vídeo promocional da Google. Ali estão a maior parte dos recursos do Assistant, e que podem se encontrados nas demais plataformas. Trata-se de simplificar uma série de atividades diária e acabar (será muita pretensão?) com os eternos problemas de incompatibilidade e os erros de configuração e acionamento que travam os aparelhos definidos como smart.

Não será surpresa se outros assistentes de voz surgirem nos próximos meses, mas por enquanto a tendência os fabricantes de equipamentos se ajustarem aos gigantes já estabelecidos. Na CES, empresas como Philips e Sony demonstraram TVs integrados ao Google Assistant, enquanto a LG, por exemplo, anunciou que suas próximas linhas virão com Alexa. Alguns fabricantes preferirão até oferecer ambos, deixando a escolha para o consumidor.

Já deu pra perceber que teremos muita novidade em assistentes pessoais daqui por diante. Vejam a reportagem de nosso Julio Cohen, direto dos corredores da CES, e aguardem os lançamentos para o mercado brasileiro, que estaremos acompanhando aqui. 

No comments yet.

Deixe uma resposta