TVs que “falam” com o usuário

11 de maio de 2018

A LG anunciou nos EUA o lançamento dos primeiros TVs com assistente de voz integrado. O Google Assistant virá em todos os modelos top da marca, inclusive os OLED e os Super UHD, que já trazem o que a empresa chama de “inteligência artificial”. Anos atrás, para não ficar dependente das idas e vindas do Google, a LG decidiu ela mesma desenvolver um sistema operacional próprio (WebOS), em vez de seguir Sony e TCL, que adotaram o Android. WebOS acabou gerando a plataforma ThinQ, uma forma de integrar todos os produtos da marca: eletrodomésticos, smartphones, ar condicionado etc.

Na origem, como vimos em demonstração há cerca de um ano, o usuário poderia “conversar” com esses aparelhos, mas parece que os planos mudaram. Na CES, em janeiro, a LG demonstrou TVs compatíveis com Google Assistant e também com Amazon Alexa, deixando a dúvida sobre qual dos assistentes de voz iria adotar. Agora, temos a resposta: a empresa volta aos braços do Google, combinando recursos do Assistant e do ThinQ (foto abaixo).

Há agora a promessa das duas empresas trabalharem juntas nas tecnologias de machine learning e de processamento de voz. Quem comprar um dos novos TVs poderá atualizá-lo de tempos em tempos com novos recursos interativos, como esta frase: “Connect to Soundbar”, ordenando que o TV acione a caixa acústica sem fio para reproduzir o som do filme ou da TV. Segundo a LG, a integração abre as portas para uma série de serviços envolvendo a segurança da casa, o consumo de energia, compras online e um extenso etc.

Um comentario para “TVs que “falam” com o usuário”

  1. Fernando Rosa disse:

    A triste verdade é que estes assistentes, em português, funcionam miseravelmente mal. Ainda acho mais fácil pegar o controle remoto.

Deixe uma resposta