Vendas de TVs não caem, apesar da crise

13 de agosto de 2020

 

 

Pesquisa divulgada esta semana pela consultoria internacional Dataxis informa que as TVs Smart já representam 41,4% do total de TVs vendidas na América Latina. Até o final do ano, devem ser 111 milhões delas instaladas nas residências do continente (vejam um resumo aqui). O estudo não revela os dados por país, mas é possível supor que pelo menos 30% delas estejam em território brasileiro.

Cruzando essa estatística com a da Eletros, que acompanha a produção e venda de TVs no país, vê-se que desde 2016, quando as Smart TVs começaram a se popularizar, já foram vendidos mais de 50 milhões de TVs no Brasil; dessas, seguramente metade foi de modelos Smart, categoria já totalmente assimilada pelo consumidor brasileiro. 

É interessante observar que a crise dos últimos anos não abalou o mercado de TVs. Após uma queda violenta em 2015/2016, as vendas reagiram e, em 2018, voltaram aos patamares pré-2015, atingindo 12 milhões de unidades e subindo em 2019 para 12,775 milhões. Este ano é atípico: de janeiro a junho, as vendas somaram 5,657 milhões, contra 6,423 milhões em 2019 (queda de 13%). 

E uma curiosidade: esses números referem-se a TVs LCD, incluindo as categorias QLED e NanoCell. Os modelos OLED representam uma ínfima parte disso: apenas 7.162 unidades vendidas no primeiro semestre.

Deixe uma resposta