Best Buy vem aí…

11 de outubro de 2010

Aumentam no mercado os rumores de que a Best Buy, maior rede varejista de eletrônicos do mundo, está pondo os pés no Brasil. Executivos da rede, assessorados por um fundo de investimentos que já atua no País, têm vindo com regularidade analisar a situação do varejo especializado. Com mais de 4 mil lojas espalhadas pelo mundo, das quais apenas cerca de 1.500 nos EUA, a rede vem implantando desde 2003 um plano de expansão que já a transformou numa das maiores da China – o que não é pouca coisa. Também tem operações lucrativas (e crescentes) no México e na Turquia, países que, como o Brasil, são classificados pelos organismos internacionais como “emergentes”. Com nosso País ganhando as atenções do mundo, não seria surpresa se a Best Buy de fato entrasse aqui – alguns especialistas em varejo acham até estranho que isso ainda não tenha acontecido.

Conversando tempos atrás com um executivo americano da indústria eletrônica, ouvi que o Brasil realmente está no radar de todo mundo. Apenas dois problemas impedem um fluxo maior de investimentos: o complicadíssimo sistema de tributação brasileiro, que assusta qualquer investidor, e as dúvidas sobre o futuro de atual política de crédito ao consumo, que muitos julgam “perigosa”.

3 Replies to “Best Buy vem aí…”

  1. Ronaldo Franchini disse:

    É isto aí Orlando, os impostos e o cipoal de leis tributárias sempre travando a livre iniciativa. Não é para menos que isto aqui é o paraíso do contrabando, da cópia e da falsificação. Afinal de contas, quem aguenta? A população não é idiota como o governo pensa que é!!!

  2. Jean Max Costa de Oliveira disse:

    Enquanto o governo não diminuir à vorocidade pela arrecadação e, não fizer à tal reforma fiscal e tributária, nós ainda vamos conviver com pacos investimentos internacionais. E olha, que com todo esse assalto fiscal recebemos investimentos hein!

  3. fabio disse:

    voracidade do governo? como explicar que na bestbuy dos EUA um receiver Onkyo custa 500 Reais (com impostos custaria 1000) e aqui, pela Disac custa 1980 Reais? Um nos leva 500 outro nos leva 980. Quem é mais voraz? Nao estou defendendo o governo, estou apenas mostrando que é bom um governo voraz para esconder nossa ganancia…

Deixe uma resposta