TV de tela curva, já à venda

27 de maio de 2014

Curved UHD_Main_02Começaram a chegar às lojas neste fim de semana os TVs de tela curva da Samsung, em tamanhos de 65 e 78 polegadas. Não são OLED, como aquele de 55″ que a LG lançou no final do ano passado. São LED-LCDs, com resolução 4K. Seu custo está na faixa de 30% acima dos modelos correspondentes de tela plana. A pergunta que todos se fazem então é: vale a pena pagar 30% a mais por essas curvas?

Assim como no caso do 3D quando foi lançado, e por mais que haja mil teorias a respeito, a verdade é que a reação diante de uma superimagem em tela curva varia de uma pessoa para outra. É louvável, portanto, a atitude da Samsung de colocar os aparelhos nas lojas – não todas, é claro – para que mais consumidores possam vê-los e tirar suas próprias conclusões. Confesso que, nos primeiros minutos, a sensação é estranha. Estamos tão acostumados às telas planas que, diante de um TV como esses, parece haver algo de estranho na sala. Mas passa.

Os TVs curvos têm um inquestionável apelo futurista, o que também conta para muitas pessoas na hora da escolha. Falando especificamente da imagem, nunca é demais lembrar que as exibidas nas lojas não são do tipo que você verá quando estiver com seu TV instalado em casa. A diferença entre uma imagem 4K e uma Full-HD é brutal, especialmente num TV de tela grande, cujo impacto é mais forte. As imagens usadas nas demonstrações de loja foram captadas em 4K. Ao sintonizar um canal HD, ou ver um filme em Blu-ray (Full-HD), por exemplo, o TV 4K faz o chamado upconversion, aumentando artificialmente a quantidade de pixels. Mas jamais consegue chegar aos mais de 8 milhões deles, encontrados numa imagem nativa Ultra-HD.

A Samsung garante que a aposta nos TVs curvos é pra valer, sustentada em pesquisas de mercado internacionais. Silvio Stagni, vice-presidente da empresa, diz que até o final do ano serão lançados outros 15 modelos, com tamanhos de 40″ a 78″, divididos em três categorias:

LED 4K – Como os dois lançados agora, com resolução de 3.840 x 2.160 pixels;

LED Full-HD – Similares aos atuais, com 1.920 x 1.080;

OLED Full-HD – Com painel orgânico, bem superior aos de leds e capaz de gerar mais contraste.

OLED 4K? Difícil, pelo menos enquanto os fabricantes não resolverem a questão do yield, nome que se dá na indústria ao índice de aproveitamento dos painéis nas fábricas. Só para comparação: enquanto um painel de led tem média de 1/100 (perde-se uma peça para cada 100 produzidas), no OLED a proporção é de 40/100!

3 Replies to “TV de tela curva, já à venda”

  1. Rubens Pires disse:

    As telas curvas devem reduzir a fadiga visual por exigir menor esforço de acomodação visual quando se foca em diferentes partes da tela pois os olhos ficam equidistantes de todos os pontos da imagem.Mas,aparentemente isso só vale para quem fica próximo do centro da tela pois que fica em posição mais lateralizada a visualização deve ficar mais difícil e a imagem mais distorcida…

  2. olimpio disse:

    Não vai pegar

  3. Luiz Carlos PA nain disse:

    Já pegou é uma inovação tecnológica maravilhosa em 4k ultra hD com filmes já sendo lançados em 4k ninguém vai gue
    Querer outra,vão ficar ultrapassadas quem pode vai querer ter.

Deixe uma resposta