Vinil, CD e os novos tempos

9 de setembro de 2019

A edição de setembro da revista HOME THEATER & CASA DIGITAL, chegando esta semana, traz entre seus destaques uma reportagem sobre o revival do vinil. Não é que, redescoberto pelos jovens, o disco analógico está saindo dos porões para se tornar moda outra vez? Não é mais “velho” e, sim, “vintage”. Muitos méritos para o trabalho dos DJs, que até outro dia estraçalhavam – alguns literalmente – seus LPs; hoje, fazem o mesmo com discos digitais e, claro, com arquivos MP3 e congêneres.

Fabricantes que fizeram história no mundo da música – Yamaha, Denon, Technics, Audio Technica, Pioneer e outros – estão trazendo de volta seus toca-discos, que podem ser encontrados em dezenas de sites. Sabe-se lá quanto tempo vai vai durar essa moda… fato é que a RIAA (Recording Industry Association of America), que representa as principais gravadoras, acaba de divulgar uma estatística digna de nota.

 

 

Somando os dados sobre as vendas, a entidade revela que no primeiro semestre do ano foram vendidos 8,6 milhões de toca-discos analógicos, representando uma receita de US$ 224,1 milhões; já os CD players tiveram vendas de 18,6 milhões de unidades, só que a preços bem inferiores, atingindo faturamento de US$ 247,9 milhões. 

Detalhe: as vendas de players de vinil cresceram 12,9% sobre o primeiro semestre do ano passado, enquanto as de CD players estacionaram. Até o final deste ano, diz a RIAA, os lucros da indústria com vinil terão superado os do CD. Claro, tudo representa uma parcela mínima do que as gravadoras faturam hoje. O que as sustenta são os serviços de streaming, que lhes garantem 62% das receitas.

“Não vai mudar nada no nosso negócio, mas queremos continuar incentivando o consumo do vinil, que tem forte apelo emocional”, comentou o CEO da Warner Records, Tom Corson, para o site da revista Rolling Stone. E vejam que curioso: quais foram os artistas que mais venderam em vinil no ano passado? Beatles (campeoníssimos, com 300 mil cópias), Pink Floyd, David Bowie, Fleetwood Mac, Led Zeppelin, Jimi Hendrix e Queen, cada qual com cerca de 100.000 discos vendidos).

Essas velharias… 

Deixe uma resposta