A nova geração da televisão

7 de novembro de 2019

 

O logotipo ao lado foi anunciado duas semanas atrás como marca oficial do novo padrão de televisão digital dos EUA. Aos poucos, será abandonada a identificação atual (ATSC-3.0). Em seu fórum anual para discussão de normas e padrões, a CTA (Consumer Technology Association) informou que a marca nextgenTV será obrigatória a partir de 2020, conforme acertado entre emissoras, fabricantes e entidades de homologação técnica.

“Dez anos depois do switch-off da TV analógica para a digital, estamos iniciando uma nova fase de transição”, anunciou Gary Shapiro, presidente da CTA. O padrão nextgenTV (que em alguns sites aparece grafado NEXTGEN TV) deverá ser usado por emissoras dos EUA no início do ano; os usuários poderão captar o sinal através de TVs 4K, dispositivos portáteis e receptores similares aos atuais de TV por assinatura.

Além da CTA, participaram do desenvolvimento a NAB (National Broadcasters Association), que representa as emissoras, e a ATSC (Advanced Television Systems Committee). A seguir, um resumo das principais características do nextgenTV:

*Transmissão de sinal 4K tanto via IP como pelo ar;

*Compatibilidade com conteúdos gravados em HDR e suas variações;

*Transmissão de áudio multicanal e imersivo;

*Possibilidade de usar recursos interativos nas transmissões, incluindo serviços públicos de alerta em situações de emergência;

*Robustez para permitir recepção tanto em veículos em movimento quanto em túneis e subsolos de edifícios;

*Receptores nextgenTV terão capacidade de se comunicar com outros dispositivos via redes Wi-Fi residenciais ou corporativas;

*Plataforma baseada em softwares e firmwares que poderão ser atualizados periodicamente, sem necessidade de trocar o equipamento.

Para quem se vira bem com inglês, este vídeo da ATSC fornece uma boa explicação geral sobre o novo padrão. Vale lembrar que a Coreia do Sul é o país mais avançado na introdução do ATSC 3.0, já usado em serviços públicos por lá. LG e Samsung inclusive já lançaram TVs compatíveis no mercado local.

Deixe uma resposta