Em busca de boas notícias

6 de janeiro de 2021

Após três semanas de recesso, cá estamos iniciando um novo ano, que todos esperamos seja bem melhor que o outro. Exatamente há 366 dias, começávamos aqui os trabalhos de 2020 sob ameaça de uma guerra mundial – lembram-se? EUA x Coreia do Norte. Ninguém poderia imaginar que o perigo viria não das armas, mas de um vírus, descoberto pouco antes na China, transformando o ano que passou no pior, em número de vítimas, desde a 2a Guerra Mundial.

No editorial da revista HOME THEATER & CASA DIGITAL (a primeira edição do ano), comentei que 2020 será mais ou menos como 1968: um ano que não termina. Seus efeitos se farão sentir ainda por muito tempo. Infelizmente, enquanto não tivermos vacinas para a maioria (pelo menos 80%) da população, não será possível dizer que a crise foi embora. Não menos infelizmente, nossos governantes são incapazes de apresentar saídas, apenas defender seus mesquinhos interesses pessoais.

Mas, vamos lá, que é preciso ir atrás de boas notícias nesse fantástico mundo da tecnologia. O ano sempre começa com a CES, que desta vez não será em Las Vegas, mas numa ampla rede de comunicação online que qualquer pessoa poderá acessar. Os organizadores estimam que, em lugar dos cerca de 100 mil visitantes que o evento presencial habitualmente atrai, serão milhões conectados ao site oficial, onde poderão assistir a apresentações e até demos de novos produtos.

Por aqui, estamos aquecendo os computadores, monitores e demais dispositivos de acesso. A feira virtual abre oficialmente na segunda 11/01, mas hoje (4a) já teremos uma prévia dos lançamentos da Samsung. Outras empresas fizeram lives e lançaram teasers gerando expectativa. Os próximos dias serão agitados. Fiquem ligados para acompanhar aqui e também aqui.

E, claro, apesar de tudo, um feliz ano tecnológico a todos!

Deixe uma resposta