MicroLED: TVs ao infinito e além

8 de janeiro de 2020

Escolha: 75, 88 ou 93 polegadas? Achou pouco? Pode encomendar um de 110″. Ou quem sabe 150″? Quando se fala em MicroLED, parâmetros como tamanho de tela – hoje o principal fator de decisão na compra – se tornam bem relativos. O maior TV da CES 2020 nem pode ser chamado de TV, é um mastodonte de 292″ (foto), obra da Samsung que está provocando filas no pavilhão central do Las Vegas Convention Center.

No ano passado, já tínhamos visto um exemplar de 219″ que – se imaginava – tão cedo não seria superado (vejam aqui o vídeo). Mas a coisa parece não ter limites. O fundamento da tecnologia MicroLED é que os painéis são compostos de módulos, e a quantidade destes pode ser adaptada ao espaço disponível. É o que a Samsung chama comercialmente The Wall (“a parede”). Recentemente, o site CE Pro mostrou uma residência em Los Angeles onde foi montado o primeiro home theater com uma tela desse tipo, de 146″ (vejam). Imaginem o que será uma com o dobro do tamanho!

Num TV MicroLED, a tela não tem bordas e o usuário pode encomendar combinações variadas de formatos – mais horizontal, vertical ou até recortada. Os módulos contêm maior quantidade de leds para ampliar os picos de brilho, que podem chegar a 5.000 nits – dez vezes mais que um TV top de linha atual. E, como os minúsculos leds são emissivos, ou seja, emitem a própria luz, é possível obter muito mais nuances de cores e contraste.

Em tempo: a Sony também produz esse tipo de painel, chamado Crystal LED, que mostramos neste outro vídeo, mas por enquanto somente para aplicações comerciais. Quanto ao MicroLED, a Samsung ainda não divulgou preços nem datas de lançamento.

2 Replies to “MicroLED: TVs ao infinito e além”

  1. […] Com painéis MicroLED, TVs não têm mais limite de tamanho. […]

Deixe uma resposta