Vários sites de origem asiática vêm publicando uma das grandes notícias deste começo de ano (embora ainda não confirmada pelas empresas): as sul-coreanas Samsung e LG, uma das maiores rivalidades da história (vejam aqui), estão se unindo. E o motivo é bem fácil de entender: ambas precisam se ajudar para enfrentar a crescente ameaça dos fabricantes chineses.

A DSCC (Display Supply Channel Consulting), consultoria muito respeitada na indústria, garante de suas fontes que o acordo já está em andamento, entre as divisões de displays das duas gigantes coreanas. A primeira medida concreta teria sido assinar um contrato expandindo o fornecimento de painéis WOLED (o polêmico “OLED branco”) da LG para a Samsung. Atualmente, a SVD (Samsung Visual Display) produz apenas painéis nos tamanhos de 55″, 65″ e 75″, mas não o tamanho maior (83″), este fornecido pela concorrente.

Pelo novo acordo, a LG passaria a fornecer todos os tamanhos, inclusive o menor (42″), já que a estratégia da Samsung é ampliar sua oferta este ano (aqui, os detalhes). O DSCC, que trabalha com os dados industriais das empresas, estima que em 2024 a oferta de painéis OLED irá aumentar quase 10X, chegando a aproximadamente 800 mil unidades. Num horizonte de cinco anos, a previsão é de 5 milhões de painéis.

Parceria pode se estender aos painéis LCD

Mas não é só. As duas rivais estariam acertando também um aumento no fornecimento de painéis LCD, ainda os mais vendidos no mundo. A SVD parou de produzi-los em 2022, passando a comprá-los da chinesa BOE, a maior fabricante do mundo. Mas os dois grupos entraram em rota de colisão após a Samsung acusar a BOE de quebra de patentes (o caso está na Justiça). Portanto, interessa agora à SVD ter outro fornecedor, o que vem atender à estratégia da LG. Esta forneceu à rival 3 milhões de painéis LCD em 2023; o plano é dobrar este ano.

Em tempo: a LG também havia anunciado em 2022 que abandonaria a produção de LCD, mas voltou atrás agora em janeiro ao reativar uma antiga fábrica que tinha na China. Só quem pode atrapalhar é outra chinesa, a TCL, que tem a Samsung como parceira na CSOT (China Star Optoelectronics Technology), que desenvolve a próxima geração de displays. Foi exatamente a CSOT que comprou a antiga fábrica de LCDs da Samsung, fechada em 2022, como se vê neste link.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *