Automação e outras tecnologias

9 de março de 2015

projeto FBComo antecipamos aqui, a partir desta semana o setor de tecnologia entra numa fase agitada de eventos, principalmente em São Paulo. Serão feiras, seminários, cursos e demonstrações, a maioria voltada para profissionais ou, quem sabe, aqueles usuários que gostam do faça-você-mesmo. Um tópico central em quase todos esses encontros será o uso crescente das tecnologias de automação, tanto nas empresas como em casas, condomínios e edifícios em geral.

A propósito, é muito interessante este artigo, escrito por um especialista em projetos que incluem recursos de automação. Como se sabe, há no mundo inteiro uma forte tendência a se adotar soluções de baixo custo para acionamento de alarmes, ar condicionado, cortinas ou persianas elétricas e, acima de tudo, iluminação. Nos EUA, esse já é um mercado bilionário; no Brasil, está começando e, com a crise econômica, muitos podem ficar tentados.

Já ouvi de alguns instaladores que esses produtos podem “matar” o mercado. Teoricamente, o consumidor pode adquiri-los até em magazines e a instalação não requer prática nem habilidade. É bom ler o citado artigo, no entanto, para perceber os riscos envolvidos, entre eles o de se mexer com a rede elétrica da residência. A conclusão é que cabe aos profissionais entender essa atitude do consumidor e mostrar que não há milagre: automação, de verdade, não se encontra em qualquer esquina.

2 Replies to “Automação e outras tecnologias”

  1. Julio Aguiar disse:

    a proliferacao de solucoes baratas e milagrosas em automacao prostitui nosso mercado.

  2. Fábio Weyne disse:

    Julio e demais amigos instaladores. À proliferação de opções baratas de automação em nada ameaça a ninguém muito pelo contrário e nem o mercado vai ficar mais prostituído. Sou cliente e estou montando um apartamento, o primeiro com automação. Uma evolução natural para mim que gosto de tecnologia e já possui mais de um sistema de home. Pesquisei muito nos últimos 3 anos (enquanto esperava meu apartamento na planta ficar pronto) e conheci as tecnologias, depois junto ao meu consultor decidi por equipamentos Vantage, não pelo preço mas por tudo que encontrei na plataforma. Nada sem fio, tudo cabeado e estou destruindo meu ap recém entregue para passar os cabos. Gastei cerca de 50 mil em um Ap de 140 m quadrados e estou super empolgado. Mas nem todo mundo tem orçamento para isso e os que têm as vezes não dão tanto valor. Em meu prédio apenas eu estou instalando algo assim. Todos têm carros com vidros elétricos, travas, direção elétrica etc mas não vem valor na mesma automação em suas casas, uma questão cultural. Aparelhos mais simples e baratos trarão mais gente ao mercado o que vai abaixar os preços. Imagine se tivéssemos um iOS ou um Android nos sistemas de automação com milhares de desenvolvedores e de fabricantes de complementos? Teríamos todos os eletrodomésticos integrados sem aumento de custos pois seria exigência de mercado, sensores muito mais avançados.Lembra daqueles controles universais com tela e difíceis de programar e com telas touch horríveis? Eu não quero aquilo nunca mais, prefiro meu iPad que só existe pela grande escala. Sempre haverá clientes mais exigentes que pagarão por sistemas melhores e haverão muito mais clientes. Já estou ansioso para ver em poucos anos quando meu celular se integrar melhor ao sistema é tudo for por bons comandos de voz como nos filmes de ficção científica. Ai sim minha casa será como as dos Jetsons.

Deixe uma resposta