Orlandobarrozo.blog.br

Tecnologia para tudo (e para todos)

Streaming alternativo (e até de graça)

25 de novembro de 2020

A mídia em geral tem dedicado muito espaço à chegada do Disney+ ao Brasil, com seu inédito esquema promocional. Mas o consumidor que está se acostumando a ver filmes e séries pela internet, ou seja, no horário e na tela mais convenientes, só precisa dar um Google para descobrir uma infinidade de serviços de streaming interessantes – em geral mais baratos (e até gratuitos) que o do Mickey.

Num levantamento recente, a equipe da revista HOME THEATER & CASA DIGITAL localizou mais de 30 aplicativos de streaming em português, muitos deles fugindo do cardápio convencional. Para quem curte filmes de arte e/ou independentes, há pelo menos três opções: Belas Artes à la Carte, com dezenas de produções não americanas; Filme Filme, que se apresenta como “plataforma de curadoria em cinema” com planos de se transformar numa comunidade de cinéfilos; e SPCine Play, serviço mantido pela Secretaria de Cultura de São Paulo, que dá acesso não só a filmes mas programação cultural em geral. 

Já não tão novo (nasceu em 2006 e, portanto, foi o primeiro streaming brasileiro), o NetMovies desistiu de competir de frente com os gigantes e mudou seu modelo: agora é um serviço gratuito que oferece cerca de 2.500 títulos de gêneros variados. A ideia é financiar a plataforma vendendo publicidade, na crença de que os usuários não se importarão em ver anúncios entre um filme e outro. 

Este link traz mais sugestões. Para quem é fã do streaming, a dica é pesquisar e pesquisar, não fazer como os franceses, que – segundo a Netflix – são mais preguiçosos. Lá, a empresa acab de lançar um canal linear (isso mesmo, com grade de programação e horários pré-definidos) passando o tempo todo os filmes e séries que tanta gente mundo afora vive maratonando (vejam os detalhes aqui). 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *