A ressurreição do Atari

9 de fevereiro de 2021

Desconfio que, se fizerem uma pesquisa sobre a marca de videogames mais popular de todos os tempos, Atari ganha com boa vantagem. O fato de estarmos na era do PlayStation e do Xbox (já em sua 5a geração) parece meramente circunstancial, diante da notícia de que está chegando o Atari VCS (Video Computer System). Planejado desde 2017, e adiado em 2020 devido à pandemia, o console finalmente entrou em pré-venda na semana passada e, segundo o fabricante, já recebeu uma enxurrada de encomendas.

Até um adolescente que batalha com os pais para ganhar um PS5 deverá se encantar ganhando de presente um Atari VCS – e a família fará uma economia de aproximadamente 20%. Com a vantagem de que não se trata “apenas” de um videogame; o VCS é um híbrido de computador e console, prometendo recursos de ambos. Utiliza processador AMD e já vem com o navegador Google Chrome instalado, permitindo usar Windows, Linux ou Chrome OS. Tem 4 entradas USB, saída HDMI, comunicação sem fio (Wi-Fi e Bluetooth) e reproduz imagens 4K.

Sendo um computador, o usuário pode instalar seus apps preferidos, fazer streaming e ouvir os conteúdos, por exemplo, num sistema de home theater ou numa caixa acústica Bluetooth. Pode jogar online, e a Atari promete fornecer junto com o aparelho 100 de seus jogos clássicos, em versões atualizadas (este é o site oficial).

Mas o maior apelo, dizem os experts americanos, é o visual retrô, bem parecido com o Atari velho de guerra, de 1977. Será que a garotada irá resistir?

Deixe uma resposta