Orlandobarrozo.blog.br

Tecnologia para tudo (e para todos)

JVC no Brasil exige cuidado

2 de dezembro de 2021

 

 

Ainda a propósito do comércio eletrônico, nos últimos meses temos visto um aumento das queixas contra a JVC, célebre marca japonesa que foi a inventora do videocassete (anos 70) e da camcorder (80). No Brasil, a marca esteve presente durante muitos anos, diretamente ou através de parcerias, por exemplo, com a Gradiente. Em outros países, continua sendo forte em TVs e principalmente equipamentos para broadcast.

O problema é que, aqui, a marca tem uma vida meio Walking Dead, com sumiços que deixam o consumidor desconfiado. Na atual encarnação, é representada por uma empresa de nome Musa do Pacífico, sobre a qual já comentamos aqui. Numa consulta ao CNPJ, descobre-se que os sócios são Flavio Luque Bastos (administrador) e uma tal Musa del Pacifico S.A. A sede seria no Centro de São Paulo, mas o telefone não atende.

Mas, calma, a confusão ainda vai aumentar mais. Os colegas do site Tudo pelo Celular descobriram outra pista: a marca JVC foi licenciada para uma certa Shenzhen MTC Co., tanto para o Brasil quanto no mercado americano – essa empresa licenciou também as marcas chinesas Haier e Xiaomi. A Haier chegou a lançar TVs no Brasil no ano passado, mas também tomou chá de sumiço… é uma gigante em eletrodomésticos, tendo adquirido anos atrás a GE americana.

Voltando à JVC, no Reclame Aqui a Shenzhen direciona os contatos para a Musa do Pacifico, assim como faz a JVC Kenwood do Brasil, que se exime de responsabilidade sobre os negócios da Musa do Pacífico, que aliás tem a razão social Eletro e Eletronicos EIRELI. As queixas são encaminhadas para um telefone 0800 que também não atende.

A JVC Kenwood comercializa no Brasil aparelhos de áudio e vídeo automotivo e informa ter licenciado a Shenzhen, vejam só. Três empresas cuidando da marca e os consumidores que compraram seus TVs – aliás, tidos como de ótima qualidade – não conseguem ser atendidos por nenhuma delas.

Fuçando mais no Reclame Aqui, encontramos algumas das muitas reclamações contra produtos da JVC, incluindo defeitos na tela, no controle remoto e até no menu smart que não responde. No JusBrasil, importante plataforma de serviços e pesquisas sobre assuntos jurídicos, a Musa do Pacifico também coleciona processos variados.

E, no entanto, lojas de peso como Magalu e Mercado Livre continuam oferecendo produtos da marca. Cuidado, portanto.

Um comentario para “JVC no Brasil exige cuidado”

  1. Top de linha, Perfeito seu conteudo, apenas para complementar, tem um programa chamado: Software PCG, esse programa é um agregador de sites de classificados, ele tem mais de 340 sites de classificados grátis onde você pode anunciar, usando esse programa você pode divulgar de forma automática nesses sites, vale muito a pena usar ele agiliza muito o trabalho além de te dar uma lista que sempre é atualizada com sites novos, com esse programa você consegue obter trafego orgânico e assim receber visitas dos buscadores como o Google e outros, eu sempre usei esse programa para fazer divulgação e faço vendas praticamente usando apenas ele. Fica ai a sugestão… Seu texto me ajudou muito. Quer tenhamos uma grandiosa semana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *