Deduza seu HT do IR

8 de abril de 2008

Não, você não leu errado. Estou falando dos EUA, e lá, sim, é possível deduzir do imposto de renda parte do que você gasta com equipamentos eletrônicos . Bem, quem afirma é a revista Sound & Vision, que foi checar com especialistas as brechas da legislação americana para quem quer pagar menos ao “leão americano”.

irs.jpgEntre as dicas para isso, a revista sugere incluir na declaração de renda itens eletrônicos que você usa para trabalhar. Por exemplo, alguém que trabalha com produção musical pode incluir um gravador ou um player MP3. Curiosamente, a lei americana diz que qualquer aparelho adquirido para uso profissional pode ter seu valor deduzido – desde que o produto não seja usado para atividades “pessoais” mais de 50% do tempo.

O que me leva a pelo menos duas dúvidas: como definir atividades “pessoais”? E como fiscalizar se os tais 50% estão sendo respeitados? Um crítico de música e filmes entrevistado pela revista diz que guarda notas fiscais de tudo que compra (DVD player, TV, caixas acústicas e naturalmente discos), e deduz tudo sob a rubrica “uso profissional”. O cara-de-pau incluiu em sua última declaração até o sofá que utiliza na sala. “Ele está de frente para o TV, e eu só posso assistir a meus filmes sentado; então, trata-se de um objeto de trabalho”.

Bela explicação!

Para os interessados em aprender a sacanagem, aqui está o link.

Um comentario para “Deduza seu HT do IR”

  1. Eduardo disse:

    Aqui vai ser difícil, pois com nossa cultura de que ser rico é pecado (é, tem gente que acha que HT é coisa de rico…), onde pagamos caro por ter trabalhado e adquirido coisas, ao declara um HT certamente seremos taxados! Aqui na atual política do recalque, temos inveja de quem adquiriu patrimonio e os punimos quando temos poder.

Deixe uma resposta