Google: quando tudo dá errado.

11 de agosto de 2010

Lembram-se de quando todo mundo falava mal da Microsoft? Pois é, agora parece que o esporte preferido da moçada mais antenada é criticar o Google. Depois que a empresa foi pega em flagrante tentando dominar o universo, e com métodos nada convencionais (leia aqui), a maré virou. E começou uma fase de problemas que, pelo visto, não tem fim.

Nas últimas semanas, a Google Inc. voltou atrás em seu projeto de lançar um smartphone próprio, o Nexus, pessimamente recebido pelos especialistas e principalmente pelas operadoras – a ideia era vendê-lo diretamente ao consumidor, pelo próprio site do Google. Também foi engavetado o projeto Google Wave, lançado em maio de 2009 como o “e-mail do futuro” e no qual muitos embarcaram. Outro erro estratégico grave – típico de alguém quem se julga superior a seus semelhantes – foi a tentativa de acordo com a operadora Verizon, segunda maior dos EUA, para obrigar os produtores de conteúdo a pagar para aparecerem no site de buscas mais consultado do mundo. Pegou mal, muito mal.

Agora, o Google está sendo humilhado publicamente pelos governos da Alemanha e da Coreia do Sul, que simplesmente mandaram a polícia invadir as sedes da empresa em Berlim e Seul. Motivo: invasão da privacidade dos usuários. Aqui, não se costuma dar muita importância a isso, mas na Coreia é crime utilizar dados pessoais de alguém sem autorização. Só a Justiça pode fazê-lo. Pois o pessoal do Google fez exatamente isso. Agora, teve de pedir desculpas.

Na Alemanha, o problema é o StreetView, programa associado ao Google Maps que filma determinados locais de uma cidade para facilitar a localização. Há tempos que grupos de defesa da privacidade vêm condenando essa ferramenta, com um argumento difícil de contestar: “se eu não quero que filmem minha casa, esse é um direito meu”. Grupos assim existem não só na Alemanha, mas também na Itália, Austrália, EUA e na própria Coreia, só que os alemães estão em vias de obter uma proibição formal da Justiça.

É o que dá querer dominar o mundo!

Deixe uma resposta