Enfim, os números melhoram

Pela primeira vez desde janeiro de 2015, saíram números positivos do tradicional levantamento da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica): o segmento cresceu 4,3% no primeiro trimestre (a comparação é com o mesmo período de 2016). Segundo a entidade, quem puxou essa expansão foram os eletrônicos, incluindo áudio e vídeo. Houve pequena queda em relação a fevereiro, mas ainda assim é um número para ser comemorado.

Mudou também o clima. O estudo revelou que 51% das empresas tiveram aumento nas vendas, quando um ano atrás eram apenas 23%. E as expectativas são otimistas, com 51% acreditando que abril terá sido melhor do que março, e 57% apostando numa recuperação para o segundo semestre. Caiu o número daquelas que tiveram demissões de funcionários, e a maioria – 75% – pretende mantê-los.

Longe de significar que a crise está superada, esses dados mostram que há luz no fim do túnel, após dois anos de desânimo. Medidas aparentemente simples como a liberação das contas inativas do FGTS (uma bolada de R$ 15 bilhões até agora), e a tumultuada aprovação de reformas estruturais, por mais que sejam incompletas, vão aos poucos reativando a economia.

Não há milagre, apenas trabalho. Enquanto a Lava Jato continua o seu. 

No comments yet.

Deixe uma resposta