HDMI 2.0a: atualização pela internet

3 de maio de 2015

No início de abril, o HDMI Forum divulgou as especificações da versão 2.0a, mais uma atualização nesse incrível mundo dos padrões de comunicação digital. Pelo texto oficial, aparelhos com esse conector terão a capacidade de receber e reproduzir conteúdos de vídeo gravados em 4K e codificados em HDR. Boa notícia: os TVs 4K atuais poderão ser atualizados pela internet, via firmware.

Como não há – ou melhor, há pouquíssimo – conteúdo em 4K disponível, menos ainda em HDR, o consumidor pode apenas imaginar como ficaria na sua sala uma imagem dessas. Teoricamente, a codificação HDR (High Dynamic Range) permite obter imagens com mais contraste e maior gradação de cores. A nova geração de câmeras profissionais Sony e Panasonic, exibidas na feira NAB na semana retrasada, por exemplo, traz esse aperfeiçoamento. Na CES, em janeiro, alguns fabricantes mostraram câmeras consumer desse tipo, mas que ainda não chegaram ao mercado.

Os TVs apresentados nos EUA pela Sony recentemente também são compatíveis com HDR, diz o fabricante. Essa codificação é similar àquela que já conhecemos, há décadas, da fotografia. Um sensor de altíssima capacidade analisa os sinais da cena e amplia a gama de cores e os níveis de contraste. Outros fabricantes farão o mesmo nos próximos meses. A diferença, mais uma vez, está na nomenclatura utilizada:

Sony – X-tended Dynamic Range

LG – Wide Color LED

Samsung – SUHD

E por aí vai. Já se sabe que o padrão HDMI 2.0 aumentou incrivelmente a capacidade de transferência de dados – quase o dobro da versão 1.4. O que os especialistas se perguntam é se alguém irá perceber a diferença na versão “a”. Vamos ter que aguardar para conferir.

Um comentario para “HDMI 2.0a: atualização pela internet”

  1. Douglas disse:

    Orlando.

    O mundo do vídeo está tomando o mesmo caminho do mundo do aúdio.
    Equipamentos de alta performance para os apaixonados e indinheirados (minoria do mercado) e quipamentos de média ou baixa performance para os simples espectadores e não indinheirados (maioria do mercado).
    Em resumo, mais um divisor de águas (ou seria de dinheiro).
    Abraços.

Deixe uma resposta