Anatel e operadoras se antecipam à crise

21 de março de 2020

Na linha do que comentamos aqui na 5a feira, sobre as restrições ao tráfego de banda larga na Europa, a Anatel anunciou na 6a medidas coordenadas com as principais operadoras para gerenciar o estresse das redes no Brasil devido à epidemia. Além de garantir que as redes continuarão operando normalmente, as prestadoras de telecom se comprometeram a liberar a linha 196 para o Ministério da Saúde reforçar o atendimento. E a Anatel promete manter um esquema permanente para gestão das redes, com prioridade para ações de emergência. 

 

 

De fato, é bom que governo e empresas estejam se antecipando a um problema que certamente virá. Com as famílias em quarentena, mudam completamente as rotinas domésticas, e o uso da banda larga torna-se quase questão de sobrevivência. Já se registra aumento vertiginoso nas ligações por vídeo. pois as pessoas, afastadas de entes queridos, sentem mais necessidade de ver seus rostos.

Há também mais compartilhamentos de vídeo, inclusive porque é enorme a quantidade de mensagens com orientações sobre a doença e os procedimentos necessários. O consumo de banda larga sobe, e muito, na medida em que muita gente adota o trabalho remoto. A chamada colaboração audiovisual, que já é comum há algum tempo em muitas empresas, torna-se obrigatória em certas atividades. E há, claro, crianças e adolescentes competindo pela “agenda” dos pais, que antes ficavam fora o dia todo. 

Não estão descartadas, também no Brasil, restrições ao tráfego de vídeo HD dos serviços de streaming, já que a prioridade total deve estar no combate à doença. A sobrecarga nas redes coma transmissão de filmes, séries, games e demais conteúdos online deve ser evitada a todo custo neste momento. Como? Isso, evidentemente, só a evolução do vírus irá determinar. 

Como escreveu alguém, a quarentena pode trazer novas oportunidades de convívio e relacionamento familiar que o corre-corre diário geralmente coloca em segundo plano. Talvez seja este o lado bom. Mas a dura realidade de uma epidemia que ninguém sabe até onde vai, e que impõe longos confinamentos, será sem dúvida um grande teste para os brasileiros.

Que a tecnologia possa ser aliada de todos!

Um comentario para “Anatel e operadoras se antecipam à crise”

Deixe uma resposta