Pirataria na TV paga

19 de fevereiro de 2010

Confesso que para mim é novidade. O novo ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, que já foi presidente do Conselho de Combate à Pirataria, assumiu o cargo prometendo combater a pirataria da TV por assinatura. Segundo ele, até os canais pay-per-view estão sendo vendidos ilegalmente! Antenas semelhantes às da Sky, em formato pizza, são comercializadas no mercado negro por até 100 dólares; e decoders da Net também, diz o ministro. “Pelo que soube, você pode comprar pelo telefone”. Barreto prometeu que irá conversar com as operadoras para criar um plano contra esses piratas. Vamos acompanhar.

18 Replies to “Pirataria na TV paga”

  1. Julio Cohen disse:

    Caro Orlando,

    Olha, é surpresa para mim também. Nós, que conhecemos um tantico do mercado, sabemos que existe, sim, pirataria para captar o sinal da Telefônica com os EZ-Boxes e todo mundo sabe que medidas estão sendo tomadas, ainda que tardiamente.

    Na base analógica, a pirataria sempre existiu, porém as operadoras estão rapidamente digitalizando a base, abrindo espaço para canais HD e também incrementando a segurança.

    Sabemos também que existe alguma pirataria de sinal nas centrais clandestinas nas áreas carentes, notadamente bo Rio de Janeiro, controladas por milícias. Eles redistribuem o sinal captado legalmente e cobram por isso, mas o assunto deve ser resolvido pelas polícias estaduais.

    Imagino que por trás destas boas intenções esteja a vontade de criar mais um departamento, secretaria ou similar. Vem com a alegação do combate a este tipo de pirataria, especificamente, mas cujo principal objetivo seja o loteamento de cargos, entre outras práticas deploráveis.

    Só no Brasil um ministro vem a público e afirma que “ouviu falar”… é brincadeira.

    Abs

    Julio Cohen

  2. Ronaldo Franchini disse:

    Orlando, a pirataria do sinal de TV a cabo e satélite é fato consumado no Brasil e está se estendendo de maneira incontrolável, com os decoders vindos do Paraguai e fabricados na China e Coréia sendo vendidos entre R$400,00 e R$600,00. É só buscar na internet. A pirataria do sinal digital é muito mais fácil do que no sinal analógico. Depois que quebraram a codificação do Blu-Ray tudo é possível. Baixa-se, hoje, pelos torrents da vida, qualquer filme em alta definiçào, com qualidade idêntica ao Blu-Ray. Não há como restringir o acesso a uma obra digital. Os hackers da vida conseguem quebrar qualquer código!!!

  3. José Carlos Reuts disse:

    Ao invés desse ministro tentar barrar a pirataria de decoders e antenas, porque ele não investiga porque essas empresas cobram tão caro por seus pacotes???? Parece até ministro comprado…..

  4. luiz disse:

    O ministro deveria preocupar-se, também, com os preços abusivos de assinaturas cobrados pelas operadoras de Tv a cabo e especialmente com os decodificadores de 5ª categoria distribuidos pela Net!

  5. Andre disse:

    Tudo é questão de ponto de vista.
    Por que alguém pirateia alguma coisa? Pq acha caro ou por falta de opção. No caso acho que as duas opções estão relacionadas, pois vendo pela questão de custo pagar cerca de 100 reais ou mais em mais uma taxa para muitos é impossível. E devemos lembrar que principalmente em São Paulo muitos locais não são cobertos por mais de uma empresa de infra-estrutura de telefonia, internet ou TV por assinatura, ou seja, pelo fato de só existir uma fornecedora (no caso a Bobofonica, em SP) eles cobram o que querem forçando mesmo quem não goste de viver no meio da pirataria a adquirir tais pacotes mágicos. E não estou falando de querer super conexões de internet ou 300 canais de tv por assinatura. Estou querendo dizer que muitos que estão no meio da pirataria apenas querem ter acesso a algum tipo de informação melhor que a tv aberta ou as conexões discadas ou pacotes de speedy caros. O novo ministro poderia perder tempo fazendo as empresas cobrirem melhor as cidades com infra-estrutura para dar mais opções e também barateando o acesso a essa infra-estrutura.
    Esse pelo menos é meu ponto de vista.

  6. Olegario Silva disse:

    Eu penso o seguinte, que quando entra alguém de Brasilia, aí tem coisa.
    Será pq eles nao preocupam com a ladroagem que existe com esses políticos la em brasilia?
    Estamos cansado de ver políticos roubando do povo brasileiro ninguém toma providencias, eles pegam o politico que roubou fica na “cadeia” comendo do bom e do melhor e com o dinheiro roubado do povo no banco, aí é so sair pra desfrutar o que roubou.

  7. eduardo disse:

    Enquanto os preços forem abusivos por parte das operadoras, que a pirataria predomine mesmo.

  8. jose lopes disse:

    e muito simples acabar com a pirataria, e so colocar preços justos ,os quais sao muito caros tanto net , sky ,telefones com esta taxa absurda.tem muita coisa que precisa ser mudada no br.por que tem que ser tudo caro,valor assessivel todo mundo ganha.

  9. Sergio disse:

    Realmente, a pirataria só ocorre pelo excessivo preço das mensalidades. Fazendo outra comparação, vejamos oque acontece em relação aos DVDs. Na minha cidade, um DVD pirata é vendido por R$ 4,00. Esse valor remunera quem fez a cópia, quem transportou (sacoleiro) e quem vende (camelô). Bem se adicionarmos a isso 200%, sendo 100 de direitos autorais e 100 de impostos o DVD chegaria a R$ 16,00. Como é que as produtoras tem a coragem de vender um DVD a R$ 30,00, 40,00, 50,00 ou mais?

  10. Volmir disse:

    Olha, já está provado que a melhor forma de combater a pirataria é reduzindo a carga tributária. Tornar competitivo o produto frente ao pirata. O setor de informática está aí para demonstrar isso. A pirataria existe porque existe uma demanda reprimida pelo alto custo de determinado produto. Com certeza não é pela “qualidade” do produto pirata.

  11. Antonio disse:

    Monópolios sentindo-se atingidos, esperneiam e alguem tem que tomar uma atitude, pq preços tão elevados em pacotes de baica velocidade sinal de banda larga e tv por assinatura onde basta vc assistir a programção 1 mes e percebe que tudo é repetido a exaustão, parece o Chaves do SBT, quem regula esses provedores e o governo são os culpados, nossos impostos são altíssimos e não se espante se o camelô te oferecer Blue Ray pirata, é o modo chinês que os paises mais pobres acabam adotando para ter acesso a conteúdo de alguma “qualidade”.
    Que atire a primeira pedra quem não possuir algum item pirateado em sua residência!

  12. Percebo uma tendência nos comentários de condescendência com a pirataria. Mas sou da pequena turma que gosta das coisas Legais.
    Isso é Brasil. Só falta agora o ministro da fazenda dizer que “ouviu dizer” que existem shoppings populares onde nenhum imposto é recolhido e onde são vendidos eletrônicos, cigarros made in Paraguai, discos piratas, etc. Aqui quem paga imposto e trabalha honestamente não se dá bem. Essa coisa da TV a cabo ou satélite pirata é coisa antiga, faça uma busca no, também suspeito, Mercado Livre.

  13. Nelson H. Kamitsuji disse:

    Loby das operadoras para continuar a cobrar preços abusivos de nós o povo…temos o celular mais caro do mundo, o combustivel mais caro do mundo, energia eletrica abusiva,impostos mais carregado do mundo, o que mais quer o governo???encher o bolso dos monopolios, duopolios e mais polios da vida?

  14. Julio Cohen disse:

    Há uma questão cultural e mudar a cultura das pessoas é muito difícil. Não estou defendendo as operadoras de TV a cabo, tenho e tive grandes problemas com DirecTV, Sky e agora com a NET e acho o serviço caro e ineficiente, mas temos que considerar fatores como altos impostos, o famoso “Custo Brasil” (onde entram seguros, transporte caro, importação de equipamentos, etc) e a péssima atuação da agência reguladora. Se o governo estimulasse a concorrência e realmente fiscalizasse as operadoras, a coisa seria diferente, mas isso só quem pode fazer é o governo e quem escolhe o governo somos nós.

    Voltando a TV por assinatura e a cultura do povo, mesmo que exista uma operadora cobrando R$ 50,00 por um pacote razoável, sempre vai haver quem queira um decoder pirata que custe R$ 500,00, que seja capaz de “abrir” o Campeonato Brasileiro ou o PPV do Big Brother… A deplorável mania nacional de “querer levar vantagem em tudo”, como diria Gerson, faz com que as pessoas justifiquem a pirataria de CDs, DVDs, TV a cabo e tudo mais. As gravadoras entupiram as lojas com DVDs por 9,90, 14,90, itens que custavam bem mais e a pirataria continua aí, firme e forte. Só que as gravadoras pagam impostos, seguros, transporte, tem quadros de funcionários, investem em marketing e ainda há a margem do varejista e os direitos autorais. A cadeia da pirataria ignora tudo isso e, por isso, pode oferecer um DVD pirata por R$ 5,00. O mesmo vale para a TV por assinatura: entraram vários players novos no mercado: Oi, Telefônica, Embratel oferecem pacotes mais em conta. No Rio, por exemplo, há quatro operadoras de celular, pode-se receber TV por assinatura de cinoo empresas diferentes e Internet de diversas formas. Há mais concorrência que em muitos países desevolvidos. Reclamar do monopólio da Petrobrás nos combustíveis, ninguém reclama, afinal a empresa “é do povo brasileiro” e a ditadura de sindicato em porta de fábrica não permite nem o debate sobre o assunto.

    A defesa da pirataria é justificada pela incessante necessidade de possuir tal produto ou serviço e não poder adquiri-lo pelas formas convencionais, já que ele é caro e não está ao alcance do cidadão. Sugiro aos que pensam assim que estudem mais para poder ter melhor remuneração e, assim, pagar pelo que pedem. Ou então que exijam uma carga tributária menor, incentivo a cultura e estímulo a concorrência de seus representantes parlamentares, se lembrarem em quem votaram, claro.

  15. Leonardo disse:

    Pacote básico da Net com 4 canais pagos decentes: R$ 49,90, ou seja, 12,48 por canal. Quem deveria ser processada por roubo é a Net e outras operadoras. É uma questão de matemática: O sinal de satálite está em todo lugar, portando se 3 assinantes pagando R$ 4.00 dá a mesma margem de lucro que 4 assinantes pagando R$ 3.00 (detalhe, não há custo de manutenção para a operadora), porque não popularizar a TV por assinatura? Meu único medo com isso é nacionalizarem todos os canais com novelas e programas de auditório ou dublarem todos os filmes e séries!

  16. EDISON disse:

    Ja que não temos a capacidade de fazer as coisas bem feitas, vamos copiar dos paises desenvolvidos oque deu certo com a telefonia movel e fixa, assinatura por satelite ou cabo e net, padronização das tomadas eletricas, e assim por diante…não vamos inventar apenas copiar oque deu certo.

  17. Vilmar disse:

    Eu tenho certeza que a TV DIGITAL é de graça, a TV A CABO, já lucra com o preço caro e ainda com o segunto ponto que insiste em cobrar. Agora vem com essa de COBRAR HDTV. Só se for pra leigo prq pra mim eu vou mandar prender.
    Abraço,

    Vcosta

  18. marilza disse:

    Graças a http://www.tvhd.com.br a Sky nunca mais vai ver a cor do meu dinheiro

Deixe uma resposta