Mondial fica com a fábrica da Sony

4 de dezembro de 2020

Mais cedo do que se pensava, apareceu um comprador para a fábrica da Sony em Manaus (foto), que já foi considerada uma das mais modernas do mundo. Nesta 6a feira, a fabricante brasileira Mondial – hoje líder no segmento de eletroportáteis – anunciou acordo com a empresa japonesa para ficar com as instalações: prédio com aproximadamente 27 mil metros quadrados de área construída, máquinas, laboratórios etc. Não serão aproveitados os 200 funcionários que a Sony está dispensando, embora alguns possam concorrer ao recrutamento que a Mondial promete fazer no início do ano.

Ao Estadão, o fundador e diretor da Mondial, Giovanni Marins Cardoso, afirmou que a ideia é lançar TVs, micro-ondas e ar-condicionado a partir do segundo semestre de 2021. Hoje, a empresa já está em Manaus, mas com uma unidade pequena onde produz DVD players, caixas acústicas de padrão popular e systems do tipo boombox. A produção de áudio e vídeo será ampliada, segundo Cardoso, a partir de fevereiro quando a Mondial passa a ocupar a fábrica da Sony. 

Vale lembrar que, pelo menos numericamente, a Mondial é maior que a Sony no Brasil. Além de 240 funcionários em Manaus, mantém outros 3.500 em Conceição do Jacuípe (BA), numa planta de 100 mil metros quadrados, com faturamento anual de quase R$ 3 bilhões. 

Não deixa de ser animador ver uma empresa totalmente nacional adquirir ativos de uma multinacional do porte da Sony. Esta, infelizmente, encerrou tristemente sua trajetória de 47 anos no Brasil, como comentamos aqui. Tomara que os planos da Mondial dêem certo.  

2 Replies to “Mondial fica com a fábrica da Sony”

  1. Elias disse:

    PS. Para mim, nunca foi nenhuma surpresa a falência da Sony no Brasil, eu já estava de olho (de certo modo monitorando) a situação dela a pelo menos 07 anos e 3 meses, estava com problemas financeiros e o resto veio a se confirmar, é uma ENORME perda para o Brasil, ficamos orfão de uma grande Japonesa, por outro lado, JVC (Japan Victory Company) para os íntimos ´´volta´´ ao Brasil lançando tv´s 4K com 4 anos de garantia, mas, será a mesma incrível qualidade de antigamente em toda linha existente no passado da Japan Victory Company…?? 

    Só para constar – Quem fabrica e distribui a JVC no Brasil é a própria JVC Japão, ela foi vendida a uma empresa chinesa, ou seja, uma marca japonesa montada por uma empresa com tecnologia chinesa… Resumindo, esqueça a longevidade, robustez e qualidade duradoura de uma autêntica ́ ́samurai ́ ́.

    Talvez, quem possa estar por tras disso é a chinesa SHENZHEN MTC CO., LTD.

    Agora imaginem a Mondial de posse de uma planta fabril completa, lançando Tv´s Sound Bar e similares… isso é ´´o começo de um fim´´, faltando apenas a Positivo e a Tramontina  para triangular o mercado de produtos descartáveis (ou até mesmo outras marcas BEM populares, ou desconhecidas, SEM NENHUMA experiência de peso na área de tecnologia durável e de ponta), haja espaço para tanto lixo eletrônico nos próximos 73 meses (ou menos) isso tem um nome – Obsolência Programada´´, em um país que NÃO tem consciência ambiental incluindo recolhimento e destinação correta de lixo eletrônico, o que é ruim vai piorar – Lamentável.

Deixe uma resposta